Você EXECUTA em sua rotina de treinamento para Tríceps Braquial, o exercício de Tríceps na polia?

Você realiza o EXERCÍCIO de Tríceps na polia, com a pegada SUPINADA ou PRONADA?

Será que a forma de pegada, INFLUÊNCIA o trabalho do Tríceps Braquial?

E ainda, qual a MELHOR PEGADA para trabalhar Tríceps Braquial?

No TEF responde de hoje, recebemos a pergunta do Seguidor Heiler Rocha, ele quer saber se PODERÍAMOS envolver diferentes regiões do tríceps Braquial, ao executar o exercício de Tríceps na polia com com a PEGADA supinada ou pronada.
Para RESPONDER a dúvida do seguidor Heiler Rocah, teremos que ANALISAR questões ANATÔMICAS da articulação do COTOVELO. Analisando a supinação e pronação, que na verdade NÃO OCORRE na articulação do cotovelo, e sim, é o OSSO RÁDIO que roda ao redor do OSSO ULNA, e a inserção de todo o Tríceps Braquial via seu tendão é no processo do OLECRANO DA ULNA.
Se utilizarmos a ESTRATÉGIA ou TÉCNICA de anatomia palpatória, notaremos que a Ulna e OLECRANO DA ULNA não se movimentam na supinação e pronação, porque quem se MOVIMENTA na supinação e pronação é o OSSO RÁDIO. Colocando o DEDO INDICADOR sobre o Olecrano da Ulna através da técnica de anatomia palpatória, e realizando o movimento de supinação e pronação , vocês PERCEBERAM através da SENSAÇÃO TÁTIL que não ocorrerá movimentação do OLECRANO DA ULNA, pois quem está se movimentando é o OSSO RÁDIO para realizar a supinação e pronação, LEMBRANDO que a INSERÇÃO do Tríceps Braquial(cabeça medial, lateral e curta) via tendão é no Olecrano da Ulna.

Então se EXECUTARMOS o exercício de Tríceps na polia com pegada SUPINADA ou PRONADA, não haverá MUDANÇA no trabalho do Tríceps Braquial, ou seja, não haverá MODIFICAÇÃO ANATÔMICA de posicionamento, e de AÇÃO do Tríceps Braquial, quando estendemos o cotovelo, já que REALIZANDO a estratégia de anatomia palpatória, CONSEGUIMOS verificar que não ocorre movimentação da Ulna quando se realiza supinação e pronação, REITERANDO que a movimentação é do Osso Rádio, e não ocorre conexão do Tríceps Braquial com o OSSO RÁDIO.

Então, quando realizamos o exercício de Tríceps na polia com a PEGADA PRONADA, teremos um posicionamento do Tríceps Braquial que é EXATAMENTE o mesmo ao executarmos o mesmo exercício com a PEGADA SUPINADA, ou seja, pela anatomia é possível identificar, que NÃO OCORRE ação diferenciada no Tríceps Braquial nessas condições de execução do exercício de Tríceps na polia.

Agora temos que entender , que se OCORRER MODIFICAÇÃO no posicionamento do ombro , isso sim irá alterar o trabalho das CABEÇAS do Tríceps Braquial, principalmente da CABEÇA LONGA, porque é uma porção do Tríceps Braquial que é BIARTICULAR e interage com a articulação do Ombro em extensão, ou seja, também é um região muscular que produz a EXTENSÃO DO OMBRO.
Na execução do exercício de Tríceps na polia, modificando o posicionamento do ombro, esse sim poderá INFLUENCIAR a eficiência para mais ou para menos, da CABEÇA LONGA do tríceps Braquial.

Então SEGUIDOR, quer saber se a PEGADA no exercício Tríceps na polia influencia o trabalho do Tríceps Braquial, NÃO PERCA o vídeo de hoje e tire todas suas dúvidas.