Treinos de força de membros inferiores para corrida, auxiliam para que o corredor consiga melhorar sua performance em provas de corrida de aventura e obstáculos e, corridas de rua evitando também o surgimento de lesões.

treinos_de_força_de_membros_inferiores_para_corrida_treino_em_foco_

A realização de treinos de força de membros inferiores para corrida é de suma importância, pois proporcionará ao corredor aumento da sua capacidade de força muscular. Com esse aumento da força muscular ocorrerá uma maior economia energética no momento da corrida, ou seja, o corredor conseguirá aumentar sua performance com um menor gasto de energia, conseguindo atingir maiores distância e velocidades na corrida. Treinos de força de membros inferiores para corrida auxiliará também o corredor a minimizar sobrecargas sobre as articulações de quadril, joelho e tornozelo, com isso evitando o aparecimento de indesejáveis lesões ortopédicas ou musculares.

No programa de hoje da série Performance em Foco apresentaremos para você seguidor como estão os treinos de força de membros inferiores para corrida do professor Jefferson realizados nesse mês de junho.

Entretanto, antes de começarmos a falar sobre os treinos de força de membros inferiores para corrida que o professor Jefferson vem realizando temos uma novidade para apresentar para vocês seguidores.

Qual a novidade que o Treino em Foco apresentará para vocês seguidores?

A grande novidade é que o Treino em Foco traz reativará o seu segundo canal. Em 2013 o Treino em Foco lançou um segundo canal intitulado de Treino em Foco condicionamento que tem por objetivo apresentar questões especificas do treinamento físico geral. Por exemplo nesse canal disponibilizamos vídeos aulas sobre flexibilidade, uma série específica para o Teste de Aptidão Física (TAF) entre outras séries como comentado anteriormente no texto voltado para o treinamento físico geral.

Como esse segundo canal (treino em foco condicionamento) trata de questões do treinamento físico, os próximos vídeos da série Performance em foco serão postados, ou seja, disponibilizados nesse segundo canal do Treino em Foco.

Sem seguida será descrito porque é importante realizar treinos de força de membros inferires para corrida.

Por que é importante realizar treinos de força de membros inferiores para corrida?

Os treinos de força para membros inferiores para corrida auxiliarão no desenvolvimento de uma melhor performance em competições de corrida, sejam elas de aventura e obstáculos ou corrida de rua. Durante a realização de treinos de força de membros inferiores para corrida ocorre uma série de adaptações neurais como: maior recrutamento de unidades motoras, aumento da recrutamento de unidades motoras grandes, maior sincronização de ativação dessa unidades motoras e uma diminuição da coativação dos músculos antagonistas.

Essas fatores de adaptações citados acima no texto trarão ao corredor benefícios, pois durante o ato da corrida ocorre a necessidade da ativação de um músculos e, relaxamento de outro, para que o corredor consiga manter uma boa técnica de corrida. Os treinos de força de membros inferiores para corrida são importante pois gerará ao corredor uma economia de energia durante a prática da corrida, ou seja, o corredor conseguirá uma melhor performance em virtude de uma maior capacidade de força muscular.

Na sequência será apresentado em detalhes os treinos de força de membros inferiores para corrida que o professor Jefferson vem realizando.

treino_em_foco_corrida_treinos_De_força_membros_infeirores_para_corrida

Como o professor Jefferson está realizando seus  treinos de força de membros inferiores para corrida?

Para os seguidores que vem acompanhando a algum tempo os vídeos da série sabem que o professor Jefferson ficou um tempo inativo dos treinamentos em virtude de uma forte gripe. Porém, antes de ser acometido pela forte gripe ele (professor Jefferson) realizou um treino de membros inferiores, ou seja, de perna bem intenso, aonde conseguiu executar três séries com 40 Kg cada lado na barra no exercício de agachamento, sendo essa a maior quilagem que ele conseguiu executar no agachamento. Esse treino intenso foi detalhado no vídeo nove da série Performance em Foco, aonde foi apresentado o porquê foram selecionados aqueles exercícios e qual o objetivo dos treinos de força para corredores. Os dados do treinamento de força detalhado no vídeo nove serão utilizados para comparar com o desempenho dos treinos de força de membros inferiores para corrida atuais de professor Jefferson.

Nos treinos de força de membros inferidos para corrida ele (professor Jefferson ) vem utilizando sistema de pirâmide com quilagem progressivo. Dessa forma, hora adicionando cinco quilos, hora adicionando 10 Kg. Com essa estratégia de treinamento ocorre uma diminuição do número de repetições em virtude do aumento da quilagem.

treino_em_foco_treinos_de_força_de_membros_inferiores_corrida

Quais exercícios e quantas séries o professor Jefferson realiza nos treinos de força para membros inferiores para corrida?

Nos treinos de força para membros inferiores para corrida o professor Jefferson inicia a sessão de treinamento pelo exercício agachamento realizando seis séries sempre aumentando as quilagem em cada serie e consequentemente diminuindo o número de repetições. Na sequencia o professor Jefferson realiza o exercícios de leg press 45°, aonde ele realizou quatro séries. Da mesma forma como no agachamento a cada série buscando o aumento da quilagem e consequentemente diminuição do número de repetições.

Logo após o exercício legg press 45°, professor Jefferson executou o exercício de afundo com halteres de forma unilateral. na sequencia o exercício de Stiff com halter exercício esse importante para o fortalecimento e desenvolvimento de força muscular dos músculos glúteo máximo, isquiotibiais e eretores da coluna, que são fortemente solicitados no ato  da corrida. Finalizando os treinos de força de membros inferiores para corrida professor Jefferson realizou dois exercícios para a musculatura de gastrocnêmicos.

treinos_de_força_de_membros_inferiores_para_corrida_corredor_treino_de_musculação

Comparado os dados do treinamento de força apresentado no vídeo nove da série, como está o desempenho do professor Jefferson nos treinos de força de membros inferiores para corrida?

Como citado anteriormente no texto realizaremos o comparativo do desempenho do treinamento de força do vídeo nove com os treinos de força de membro inferiores para corrida atual do professor. No vídeo nove o professor Jefferson também iniciou o treino com o exercício agachamento aonde conseguindo realizar quatro séries sendo que o máximo de quilagem imposta foi de 30 Kg cada lado, ou seja, 70 Kg ao todo. Já nos treinos de força de membros inferiores para corrida atuais (treinos realizados no mês de junho) o professor Jefferson conseguiu realizar um total de seis séries com uma quilagem final de 110Kg. Ou seja, podemos perceber que ocorreu um aumento da valência biomotora de força muscular, atingindo o objetivo do treinamento que é a evolução da força muscular.

treinos_de_força_de_membros_inferiores_para_corrida_corrida_de_aventura_obstáculos

Já no exercício leg press 45° no vídeo nove da série o professor Jefferson realizou três séries com uma quilagem de 170kg para finalizar o exercício. Já nos treinos de força de membros inferiores para corrida que o professor Jefferson vem executando atualmente realizou o exercício leg press 45° com quatro séries com uma quilagem final de 240kg. Ou seja, como notado no exercício de agachamento no leg press 45° também ocorreu uma evolução na valência biomotora de força muscular, pois ele (professor Jefferson) conseguiu executar com uma maior quilagem.

Um dado importante a analisarmos é que no vídeo nove a ordem dos exercícios foi: agachamento, levantamento terra e o leg press 45°. Já nos treinos de força para membros inferiores para corrida atuais (apresentados no vídeo de hoje) a ordem de execução dos exercícios foi agachamento e leg press 45°. O que isso quer dizer?

Diante dessa cenário no vídeo nove quando o professor Jefferson executou o exercício de leg press 45°, provavelmente ele encontrava-se em um estado de fadiga acumulada maior do que quando executou o leg press 45° no treino atual. Pois recordando no treino de força do vídeo nove o leg press 45° era o terceiro exercício e, antes já havia realizado dois exercícios que acionavam os mesmos grupos musculares solicitados no leg press 45° (quadríceps, isquiotibiais e glúteo máximo). Já no vídeo atual o leg press 45° era o segundo exercício, dessa forma, ocorre tendência de um menor grau de fadiga acumulada, podendo com isso a performance nesse exercício. Diante disso, esse ponto a ser analisado com cautela.

treino_em_foco_corrida_treinos_De_força_membros_infeirores_para_corrida

Seguidor, não perca o vídeo de hoje e sabia como estão sendo realizados os treinos de força de membros inferiores para corrida do professor Jefferson.