Para avaliar assimetria de joelho a biofotogrametria é um excelente método, pois permitirá ao avaliador ou personal trainer quantificar a diferença entre os joelhos.

treino_em_foco_assimetria_de_joelho_joelho_varo_valgo_biofotogrametria

Muitos indivíduos apresentam assimetria de joelho. A assimetria de joelho é caracterizada por uma diferença na postura entre o joelho esquerdo e direito, ou seja, caso um indivíduo apresente o joelho direito em posicionamento normal e o esquerdo em posicionamento varo, esse indivíduo será portador de assimetria de joelho. Porém, se um indivíduo apresentar por exemplo o joelho direito em posicionamento varo e o esquerdo normal, ele também é portador de assimetria de joelho. Outras formas de caracterização assimetria de joelho é quando um indivíduo apresenta ambos joelhos em posicionamento valgo, entretanto um dos joelhos apresenta um valor de valgo bem maior que o outro. Diante disso, pode-se também considerar esse indivíduo é portador de assimetria de joelho.

Como notamos a assimetria de joelho pode ocorrer de diferentes formas. Para analisar essa alteração postural a biofotogrametria é um excelente método, pois permitirá ao avaliador ou personal trainer quantificar através de graus a intensidade e magnitude dessa assimetria de joelho. Com isso, proporcionando maiores subsídios ao personal trainer no momento de prescrever um treinamento buscando a redução dessa assimetria de joelho.

No programa de hoje da série Desvios Posturais, será apresentado como utilizar a biofotogrametria para verificar assimetria de joelho. Lembrando que no primeiro programa da série foi apresentado o que é a biofotogrametria, ou seja, de onde ela advém e como é aplicada no corpo humano. Já nos outros programas anteriores apresentamos os desvios posturais de joelho valgo e varo. E como dito anteriormente hoje será apresentado a alteração postural de  assimetria de joelho.

O que é  assimetria de joelho?

Caso um indivíduo apresente um joelho em posicionamento varo e o outro joelho em posicionamento valgo, esse indivíduo será portador de uma assimetria o joelho. Outra forma que caracteriza a assimetria de joelho é quando um indivíduo apresenta o joelho do membro inferior direto em posicionamento normal e, no membro contraleteral, ou seja, o joelho esquerdo em um posicionamento varo. Dessa forma, esse indivíduo também apresentará assimetrias do joelho. E por fim, caso o indivíduo apresente um joelho normal e ou outro joelho em posicionamento valgo ele também será portador de uma assimetria de joelho.

Outras formas de caracterização assimetria de joelho é quando um indivíduo apresenta ambos joelhos em posicionamento valgo, entretanto um dos joelhos apresenta um valor de valgo bem maior que o outro. Diante disso, pode-se também considerar esse indivíduo é portador de assimetria de joelho. Também caso um indivíduo apresente ambos os joelhos em posicionamento varo, porém, um os joelhos apresenta um ângulo mais acentuado de varo, ele também será caracterizado como portador da alteração postural de assimetria de joelho.

assimetria_de_joelho_desvios_posturais_treino_em_foco_biofotogrametria

Quais os pontos anatômicos (processos ósseos ou referências ósseas) são necessários identificar e demarcar para verificar através da biofotogrametria a assimetria de joelho?

Para realizar a avalição via biofotogrametria da assimetria de joelho o avaliador deverá identificar e demarcar os mesmos pontos anatômicos (processos ósseos ou referências ósseas) que são utilizados para verificação do desvio postural de joelho valgo e varo. Ou seja, o avaliador deverá identificar através de anatomia palpatória referência óssea (pontos anatômicos ou processo ósseos) da Espinha Ilíaca Antero Superior (EIAS) e na sequência demarcá-la com esferas demarcatórias (esferas de isopor). Em seguida deverá ser identificado o ponto anatômico (referência óssea ou processo ósseo) da tuberosidade da tíbia e como realizado anteriormente para EIAS demarca-la com as esferas demarcatórias. E Por fim, o avaliador deverá identificar também através da técnica de anatomia palpatória a referência óssea do maléolo lateral.

Como devem ser traçados os seguimentos de reta para identificação através da biofotogrametria, se o indivíduo é portador da alteração postural de assimetria de joelho?

Após realizado todos os procedimentos metodológicos de identificação (através da técnica de anatomia palpatória) os processos ósseos e demarcação o avaliador deverá traçar seguimentos de reta em um software específico para identificar a presença ou não de assimetria de joelho. O primeiro seguimento de reta deverá ser produzido partindo do referências ósseas (ponto anatômico ou processo ósseo) da EIAS até a tuberosidade da tíbia. Em seguida o avaliador deverá traçar um segundo segmento de reta partindo da tuberosidade da tíbia até a referência ósseas do maléolo lateral.

Depois da formação dos seguimentos de reta valores angulares serão produzidos na face lateral do seguimento perna próximo a articulação do joelho. Dessa forma, utilizando esses valores angulares poderá ser avaliado se o indivíduo é portador de assimetria de joelho.

Se notarmos os pontos anatômicos (referências ósseas ou processos ósseos) são os mesmos a serem identificados e demarcados, e os seguimentos de reta formados são os mesmos que utiliza-se para avaliação da presença do desvio postural de joelho valgo e varo.

assimetria_de_joelho_treino_em_foco_desvios_posturais_joelho_varo_valgo_

A partir de quantos graus de diferença pode-se considerar que o indivíduo apresenta assimetria de joelho?

Imaginemos que um avaliador esteja realizando a análise via biofotogrametria do joelho de um indivíduo A e, após realizar todos os procedimentos de identificação, demarcação e formação dos seguimentos de reta obtém um valor angular de 175,6° no joelho direto e 175,7° no joelho esquerdo. Ao realizar a análise da diferença entre os valores angulares o avaliador nota que a diferença é de apenas 0,1°. Dessa forma, pode-se considerar que essa diferença é irrisória. Então o indivíduo A não apresenta assimetria de joelho, ou seja, apresenta joelhos simétricos.

Porém, o mesmo avaliador realiza a análise dos joelhos de um indivíduo B e, também após realizar todos os procedimentos metodológicos (identificação, demarcação e formação dos seguimento de reta) obtém um valor de 172,6° no joelho direito e 173,0° no joelho esquerdo. Dessa forma, podemos notar que ocorreu uma diferença entre os valores de 0,4°. Entretanto, do ponto de vista clínico e prático essa diferença também é irrisória, ou seja, o indivíduo B pode ser considerado portador de joelhos simétricos.

Entretanto, realizando agora a avaliação biofotogramétrica e análise do joelhos de um indivíduo C, o mesmo avaliador obtém um valor angular de 168,0° para o joelho direito, com isso caracterizando a presença do desvio postural de joelho valgo e, o valor angular no joelho esquerdo é de 171,8°, ou seja, também caracterizando a presença de joelho valgo, porém em uma menor intensidade e magnitude. Diante disso o indivíduo C apresenta uma diferença dos valores angulares obtidos entre o joelho direito e esquerdo de 3,8°. Dessa forma, pode-se considerar que o indivíduo C apresenta uma assimetria de joelho.

biofotogrametria_desvios_posturais_treino_em_foco_assimetria_de_joelho

Porém, analisando um indivíduo D o mesmo avaliador obtém um valor angular de 179,6° no joelho direto, ou seja, esse indivíduo apresenta posicionamento varo do joelho direito. Já no joelho esquerdo apresenta um valor angular de 183,9°, também apresentando um posicionamento de varo nesse joelho. Dessa forma, podemos notar que o indivíduo D apresenta uma diferença entre os valores angulares dos joelhos de 4,3°. Com isso, pode-se considerar que esse indivíduo apresenta ambos os joelho em posicionamento varo e uma assimetria de joelho.

assimetria_de_joelho_desvios_posturais_treino_em_foco_biofotogrametria

Qual a vantagem do avaliar ou personal trainer ao  utilizar a biofotogrametria para avaliar a presença ou não de assimetria de joelho?

A grande vantagem da utilização da biofotogrametria para avaliar a presença ou não de assimetria de joelho é que permitirá ao avaliador ou personal trainer quantificar a diferença dos valores angulares entre os joelhos. Ou seja, permitirá ao avaliador ou personal trainer diagnosticar a intensidade e magnitude da assimetria de joelho de forma objetiva por exemplo de um cliente da academia que apresenta essa alteração postural, eliminando a subjetividade da análise postural.

 Dessa forma, o personal trainer conseguirá prescrever exercícios corretivos e a carga de treinamento adequada para cada intensidade e magnitude de assimetria de joelho, buscando obviamente a redução dessa alteração postural. Utilizando a biofotogrametria o personal trainer poderá realizar avaliações constantes para verificar se a carga de treinamento e os exercícios corretivos estão surtindo efeito para redução da assimetria de joelho dos seus clientes e, com isso tomar a decisão se mantem ou modifica o treinamento planejado.

joelho_varo_joelho_valgo_treino_em_foco_assimetria_joelho

Seguidor, não perca a vídeo aula de hoje e sabia como utilizar a biofotogrametria para avaliar assimetria de joelho.