A imobilização certamente levará a geração de algum tipo de assimetria muscular.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_imobilização

 O que pode ocorrer quando ocorre a imobilização de um membro em virtude de uma fratura?

É normal que quando ocorre uma fratura em um membro realize uma imobilização do mesmo por um tempo determinado.  Assim, vamos imaginar que um aluno/cliente tenha sofrido uma fratura uma fratura de braço ou perna, e essa fratura fez com que EMGESSASSE o membro e ficasse com ele imobilizado por um período determinado de tempo.

Diante disso, quando o aluno/cliente vier retirar o gesso perceberá que ocorreu uma redução significativa da massa muscular, assim criando uma assimetria muscular ao comparar com o membro contralateral. Poderá também ser identificado uma queda de FORÇA significativa no membro que estava imobilizado. Esses dois fatores descritos (redução da massa muscular e força) estão associados a atrofia muscular bastante significativa. Este cenário é extremamente normal devido ao desuso e a imobilização do membro.

Diante disso, quando voltar ao treinamento qual poderia ser a estratégia para correção dessa assimetria muscular?

Nesse caso quando a assimetria muscular a partir da imobilização do membro, o trabalho ASSIMÉTRICO COMPENSADOR pode ser BILATERAL para corrigir. Não há necessidade nessas circunstâncias, a princípio, de se fazer um trabalho ESPECIFICO para o membro que está atrofia devido a imobilização.

Normalmente nesses casos, um TRABALHO SIMÉTRICO normal envolvendo o lado que não estava imobilização e o lado que estava imobilizado, é o SUFICIENTE para corrigir essa assimetria.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_imobilização

Qual a forma de começar o trabalho no treinamento resistido com pesos ou musculação?

O Treino em Foco entende que seria interessante iniciar com um trabalho de RESISTÊNCIA MUSCULAR LOCALIZADA, que caracteriza-se por quilagens menores número de repetições maiores. Essa forma de treino é interessante em virtude de não se trabalhar com quilagens muito altas no início e maiores número de repetições, o que poderá ajudar no fortalecimento muscular, e tendões e ligamentos. Além disso, proporcionará a fortalecer novamente o aprendizados da técnica de execução dos exercícios, que também é algo importante.

Entendemos que essa forma de treino poderá ser utilizada por um período aproximado de UM a DOIS MESES. Em seguida, entrar com um trabalho para aumento do volume muscular ou hipertrofia muscular e equivaler os dois membros, poderá ser interessante. Obviamente, essas orientações não são uma receitas de bolo, pois quem conseguirá definir de forma pontual qual a melhor forma de conduzir o treinamento será o profissional que está em contato direto com o aluno/cliente. No entanto, o início com um trabalho menos intenso poderá ser uma estratégia interessante, pelos fatores citados acima.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_imobilização

Seguidores, assistam e analisem a vídeo aula.