Análise de Exercício Periodização do Treinamento

Como Pensar uma Periodização para Flexibilidade?

Please log in or register to do it.

O que é preciso saber em uma periodização para flexibilidade?

Inicialmente como em qualquer outro planejamento ou periodização que é feito para treinar determinada valência biomotora, é necessário realizar uma anamnese, avaliações e testes para observar qual a condição física atual do cliente.

Analisando especificamente a valência biomotora de flexibilidade é necessário que o personal trainer realize avaliações com fleximetro e também uma avaliação postural. Um ponto importante a salientar, é que muitas vezes nas avaliações posturais é possível também identificar alguns grupos ou músculos que estão potencialmente encurtados.

Então, como pensar uma periodização para flexibilidade?

Imaginemos que o cliente tenha um encurtamento na região posterior de coxa (Isquiotibiais) e também em glúteo máximo. Assim, possivelmente a técnica de execução de exercícios como stiff e agachamento serão um pouco prejudicadas.

Diante disso, uma estratégia seria aplicação de um trabalho de alongamento estático para esses músculo. Um ponto importante a salientar neste momento, é que o trabalho de alongamento não proporciona ganhos de amplitude de movimento. Ou seja, como este tipo de treinamento não proporciona uma intensidade de esforço para gerar alterações na plasticidade do músculo não se pode esperar ganhos de excursão muscular. No entanto, entendemos que neste primeiro momento é um trabalho importante para que o cliente venha a sentir e entender o trabalho que será gerado nesta musculatura.

Assim, em um segundo microciclo o personal trainer poderia aplicar exercícios de flexionamento estático. Ou seja, o trabalho de flexionamento já é mais intenso, e esse sim, proporciona ganhos de amplitude de movimento. Imaginando que a amplitude de movimento desejada já foi alcançada com esse segundo microciclo agora seria interessante o trabalho de manutenção para essa região.

Por outro lado, caso o objetivo não tenha sido atingido um trabalho mais intenso passa a ser necessário. Para isso, aplicação de técnicas como flexionamento dinâmico ou até o mesmo a facilitação neuromuscular proprioceptiva passa a ser interessante.

Alunos, analisem a vídeo aula.

Thedy Barros - Expert em Avaliação Postural
Como Pensar um Microciclo para Treinamento Aeróbio?

O seu endereço de e-mail não será publicado.