Análise de Exercício

Agachamento e posteriores de coxa

Please log in or register to do it.

No Agachamento a atividade eletromiográfica é baixa, além disso, estudos não tem apresentado ganhos significativos de hipertrofia muscular para este grupo.

Agachamento_isquiotibiais_posteriores_de_coxa_ativação_muscular_hipertrofia_muscular

Por que no Agachamento a ativação dos isquiotibiais é baixa?

Esta questão acontece principalmente para os músculos do grupo isquiotibial que são biarticulares. Assim, inicialmente é preciso relembrar o ponto de origem do semitendinoso, semimenbranoso e bíceps femoral na sua cabeça longa. Ou seja, todos esses músculos citados tem sua origem na tuberosidade isquiática da pelve, portanto transitam posteriormente pela articulação do quadril. Em virtude deste posicionamento anatômico tem por capacidade além de produzir a flexão do joelho (principal movimento que produzem) também de auxiliar o glúteo máximo na extensão do quadril. Portanto, são músculos biarticulares.

Leia também: Musculatura Posterior da coxa – Isquiotibiais

Durante o agachamento, na fase excêntrica a resistência produz o movimento de flexão do quadril e joelho. Portanto, os músculos componentes dos isquiotibiais que são biarticulares (citados acima) sofrem alongamento no quadril e um encurtamento passivo no joelho. Lembrando que nesta fase quem produz os movimentos nestas articulações é a resistência, que está na direção vertical e no sentido de cima para baixo.

Já durante a fase concêntrica do movimento, quando o indivíduo vence a resistência, ocorre extensão do quadril e do joelho. Assim, no quadril os isquiotibiais encurtam para auxiliar o glúteo máximo, porém, no joelho eles alongam para permitir com que o movimento de extensão ocorra.

Agachamento_isquiotibiais_posteriores_de_coxa_ativação_muscular_hipertrofia_muscular

Em resumo, em virtude dos movimentos articulares os isquiotibiais, os que são biarticulares, não sofrem um alongamento e nem encurtamento significativo durante a execução do agachamento. Portanto, este fenômeno é descrito na fisiologia e biomecânica como paradoxo de lombard, e isso explica a baixa atividade eletromiográfica.

Leia também: Quais os músculos envolvidos no agachamento livre com barra?

Mas por que não hipertrofia de forma significativa no Agachamento?

O que parece explicar a menor ou até mesmo a falta de ganhos de hipertrofia durante a execução do agachamento, é não ocorrência de um estresse ou tensão significativo sobre este grupo muscular.

Como comentando acima, não ocorre alongamento sob tensão e tão pouco encurtamento forte dos isquiotibiais durante a execução do agachamento. Como esses dois fatores (alongamento forte sob tensão e encurtamento) são importantes para produzir estímulos para o aumento da hipertrofia local, a falta dos mesmos pode explicar o cenário observado nos estudos.

O que fazer então?

Simples, para maximizar os ganhos de hipertrofia para os isquiotibiais, para ter uma volume mais homogêneo do seguimento coxa, e também produzir estabilidade para  joelho, é necessário realizar exercícios específicos para esta grupo muscular. Assim, entre eles, cadeira, mesa, stiff, flexão nórdico, entre outros.

Leia também: Stiff com joelho flexionado ou estendido – como fazer?

Analisem a vídeo aula!!

Russian Push Up - Como fazer?
Aprenda a fazer o Back Extension

O seu endereço de e-mail não será publicado.