sábado, outubro 4, 2014
Capa / Anatomia / Cinesiologia – Planos e eixos do movimento humano

Cinesiologia – Planos e eixos do movimento humano

TERMINOLOGIA CINESIOLÓGICA DOS MOVIMENTOS HUMANOS – 2

 

PLANOS E EIXOS CORPORAIS

 

          Planos são definidos como elementos bidimensionais retilíneos que no corpo humano dividem o mesmo em duas partes.

           O plano que divide o corpo em duas partes sendo estas direita e esquerda é denominado de sagital e os movimentos que ocorrem neste plano são denominados, em sua maioria, flexões/extensões.

           O plano que divide o corpo em partes anterior e posterior é denominado de frontal e os movimentos corporais que ocorrem neste plano são denominados, em sua maioria, de abduções a aduções.

         Por último, mas não menos importante, o plano que divide o corpo em partes superior e inferior é denominado de transversal e neste ocorrem as rotações e supinações/pronações.

       Quando estes três planos dividem o corpo em partes proporcionais em termos de massa corpórea, na intersecção destes encontraremos o Centro de Gravidade (CG) do indivíduo. O CG caracteriza-se como o centro virtual de concentração de toda a massa corpórea, ou o ponto de equilíbrio do corpo.

        Um eixo tem uma relação perpendicular (90º) com o plano. Para caracterização desta relação basta olharmos uma roda de bicicleta. A roda e os aros formam/constituem o plano da roda, sendo que essa, no seu centro, gira ao redor de um eixo. Uma relação similar a esta entre planos e eixo é estabelecida no corpo humano.

        Os movimentos dos segmentos corporais descrevem movimentos rotatórios e como tal rodam ao redor de um ponto, no centro deste ponto encontramos os eixos dos movimentos e estão posicionados nas articulações do corpo. Um exemplo bastante ilustrativo deste fato é a flexão/extensão do cotovelo que ocorre no plano sagital e tem como eixo o látero-lateral posicionado no centro da articulação do cotovelo. Portanto, no corpo humano os eixos posicionam-se nas articulações.

TERMINOLOGIA DOS MOVIMENTOS NO PLANO SAGITAL

                Os movimentos que ocorrem no plano sagital são denominados de flexões e extensões na sua maioria. Para definirmos onde ocorrem as flexões/extensões basta seguirmos as articulações corporais. Assim, iniciaremos pelos MMSS a partir do seu ponto mais proximal (raiz do membro) o ombro, ou articulação glenoumeral.

                A partir da posição de ortostase ao realizar um arco de movimento inicial de anteriorização dos MMSS, onde o eixo de rotação localiza-se na articulação do ombro, denominamos tal movimento de flexão. Como este ocorre na articulação do ombro, deve ser chamado, portanto, de “flexão do ombro”.

                Na posição de ortostase ao se realizar um movimento de anteriorização do antebraço a partir do eixo do cotovelo denominamos de flexão. O mesmo processo vale para a articulação do punho, metacarpofalangiana e interfalangiana.

                Ressalto que o arco de movimento de posteriorização (movimento contrário) recebe a denominação de extensão. Assim, temos: extensão do ombro, cotovelo, punho, metacarpofalangiana, interfalangiana.

                A articulação do quadril segue o mesmo princípio. Quando anterioriza-se, por exemplo, o segmento coxa a partir da posição anatômica denomina-se flexão do quadril, sendo o movimento contrário a extensão.

                Para a coluna vertebral vale o mesmo. Anteriorizando o tronco temos a flexão que pode ser cervical ou tóraco-lombar (lombo-torácica) o movimento de retorno até a posição anatômica a extensão (cervical ou tóraco-lombar). O movimento além da posição anatômica para trás do corpo é denominado de hiperextensão, que pode ser somente cervical ou somente tóraco-lombar. Se o movimento for executado por toda a coluna vertebral basta os termos flexão, extensão ou hiperextensão).

                A articulação do joelho inverte essa dinâmica, pois a partir da posição anatômica, ao posteriorizar a perna com o movimento sendo descrito com eixo a partir do joelho temos a felxão e no movimento contrário a extensão.

                No tornozelo, tanto movimento de anteriorização quanto de posteriorização são chamados de flexão. A flexão dorsal (dorsiflexão) ocorre quando o dorso do pé (mais precisamente o antepé) desloca-se em direção a tíbia. No movimento contrário temos a flexão plantar (plantiflexão).

TERMINOLOGIA DOS MOVIMENTOS NO PLANO FRONTAL

                No plano frontal os movimentos articulares têm como eixo o antero-posterior (ou póstero-anterior). No ombro, ao afastar o membro superior da mediana do corpo abre-se um arco de movimento o qual é denominado de abdução. No movimento contrário, ao fechar o arco de movimento, temos a adução do ombro. Exatamente o mesmo processo de movimento e terminologia temos para a articulação do quadril e punho com abdução e adução ou do quadril ou do punho.

                Os movimentos da coluna vertebral apresentam vários eixos Antero-posteriores sendo cada um deles dispostos no centro dos discos intervertebrais. Na coluna vertebral temos as inclinações lateral direita ou esquerda e dependendo da região poderá ser inclinação lateral direita cervical ou tóraco-lombar (ou lombo-torácico), para obviamente o movimento executado para o lado direito, sendo a mesma terminologia para o lado esquerdo com a mudança de direito por esquerdo.

                Quando o movimento for de toda a coluna vertebral (cervical + torácica + lombar) usamos somente o termo inclinação e volta da inclinação da coluna, não há a necessidade de se especificar a região da inclinação.

                No tornozelo o movimento do mesmo no plano frontal tendo como eixo o Antero-posterior é denominado de inversão e eversão. A inversão do tornozelo é quando a face interna do pé gira para cima, e a eversão (movimento contrário a inversão) é quando a face externa do pé gira para cima.

TERMINOLOGIA DOS MOVIMENTOS NO PLANO TRANSVERSAL

 

                No plano transversal temos as rotações. Nas articulações do ombro e quadril quando o movimento rotatório for para fora da linha mediana do corpo denominamos o mesmo de rotação lateral ou externa do ombro/quadril. Para o movimento contrário temos a rotação medial ou interna do ombro/quadril. Lembrando que o eixo associado a todos os movimentos do plano transversal é o longitudinal.

                Ainda as articulações do ombro e quadril podem realizar movimentos no plano transversal estando todos os segmentos dos MMSS movimentando-se no plano transversal. Para este movimento, obrigatoriamente, a posição adotada não é a de ortostase. O movimento pode iniciar a partir de uma abdução bilateral de 90º dos ombros ou de uma flexão bilateral de 90º dos ombros. Com os ombros flexionados a 90º o movimento de posteriorização dos membros superiores gera “abertura de um ângulo com a linha mediana do corpo” o que é denominado de abdução transversal dos ombros. O movimento de retorno é chamado de adução transversal bilateral dos ombros, caso o movimento ocorra na articulação do lado direito e esquerdo.

                Para a coluna vertebral temos a rotação lateral para direita ou esquerda na dependência do lado de rotação. Se o movimento for da região cervical usamos a denominação rotação lateral esquerda/direita cervical. Se for na região tóraco-lombar será rotação lateral esquerda/direita tóraco-lombar. Mais um vez, se toda a coluna produzir a rotação temos rotação lateral direita/esquerda da coluna vertebral.

 

TEXTO DESENVOLVIDO PELO:

Prof. Dr. João Moura

CREF 07870-G/SC

Cinesiologia – Planos e eixos do movimento humano
66 Votos, 2.05 Classificação média (21% score)

3 comentários

  1. Olá!

    Uma dica se me permite?! Mudar a cor de fundo ou a letra.

    obrigada.

  2. O exposto nao estaria ao contrario (ultimo paragrafo da Terminologia Eixo Sagital): “No tornozelo, tanto movimento de anteriorização quanto de posteriorização são chamados de flexão. A flexão dorsal (plantiflexão) ocorre quando o dorso do pé (mais precisamente o antepé) desloca-se em direção a tíbia (NAO SERIA DORSIFLEXAO)? No movimento contrário tempos a flexão plantar (dorsiflexão) (NAO SERIA PLANTIFLEXAO)?

    • João Siqueira,

      Muito obrigado, realmente eu acabei troncando a terminologia dos movimentos no texto e não percebi. Irei ajustá-los sim. Obrigado por me alertar, como disse, não havia percebido a troca da terminologia.

      Forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>