Na adução de ombro no cabo o ponto de maior e menor torque resistivo e muscular dependerá do posicionamento da polia.

treino_em_foco_adução_do_ombro_no_cabo

Qual o ponto de maior o menor tensão muscular no exercício de adução no cabo?

O exercício de adução no cabo é realizado como uma variação para treinar principalmente o músculo latíssimo do dorso ou grande dorsal. Também ocorrerá o acionamento sinérgico dos músculos peitoral maior (principalmente as fibras mais inferiores), redondo maior, coracobraquial e o bíceps braquial cabeça curta.

Para entender qual o ponto de maior e menor braço de alavanca da resistência, torque resistido e muscular, é necessário relembrar que nos exercício em polia a resistência estará sempre no sentido do cabo. Tendo essa compreensão, é necessário ainda entender que para identificar o braço de alavanca da resistência é preciso analisar a distância perpendicular entre a projeção da resistência (o cabo) e a projeção do eixo articular, que no caso de hoje é o ombro ou articulação glenoumeral. Assim, o maior braço de alavanca da resistência e consequentemente torque resistivo e muscula dar-se quando essa distância perpendicular atingir um ângulo de 90°.

Diante disso, quando o indivíduo está posicionado para começar o exercício (com uma abdução glenoumeral ou do ombro), tem-se uma distância pequena entre a projeção da resistência e do eixo, sendo assim um torque resistivo e muscular pequeno. Todavia, quando o indivíduo começa a executar a fase concêntrica do movimento (adução do ombro) vencendo a resistência, a distância entre o projeção da resistência e eixo, começara a aumentar. Com isso, o braço de alavanca, torque resistivo e muscular começará aumentar coma execução da fase concêntrica. Dessa forma, no momento em que se atingir um ângulo de 90° entre a projeção da resistência e o eixo rotatório será o momento do maior braço de alavanca da resistência e consequentemente torque resistido e muscular. Ou seja, esse será o ponto de maior exigência sobre musculatura principalmente de latíssimo do dorso, redondo maior, peitoral fibras inferiores, coracobraquial e bíceps braquial cabeça curta. Esse ponto ocorrerá mais ou menos na metade da fase concêntrica do movimento.

Já ao continuar executando a fase concêntrica do movimento (adução do ombro), a distância perpendicular entre os pontos começara a reduzir e assim o toque resistido e muscular também.

treino_em_foco_adução_do_ombro_no_cabo

E se abaixar a polia qual será o ponto de maior e menor torque resistivo e muscular?

Ao colocar a polia na altura do cotovelo do indivíduo o ponto de maior e menor torque resistido e muscular irá ser alterado. Com essa variação no início do movimento, a distância perpendicular entre a projeção da resistência e eixo rotatório será mínimo. Consequentemente, o torque resistido e muscular também será, ao contrário da variação citada acima, onde no início do movimento já se tinha um torque resistivo e muscular interessante.

Entretanto, ao realizar a fase concêntrica do movimento, como na variação anterior a distância entre a projeção da resistência e eixo começará a aumentar, o que irá gerar um acréscimo do torque resistido e muscular. Porém, ao contrário da variação anterior, onde o maior braço de alavanca ocorrerá na metade da fase concêntrica, nesta segunda variação o maior braço de alavanca, ou seja, o ponto onde ocorrerá distância de 90° entre a projeção da resistência e eixo ocorrerá no final da fase concêntrica do movimento. Isto é, no final da fase concêntrica ocorrerá a maior tensão muscular.

treino_em_foco_adução_do_ombro_no_cabo

Como podemos trazer esses conhecimentos para prática?

Imaginemos que o personal trainer esteja trabalhando com um cliente/aluno que é novato na pratica do treinamento resistido com pesos e que no seu plano de treino novo executará o exercício de adução do ombro no cabo. Seria interessante que o personal viesse a prescrever a primeira variação, pois nesta o maior torque resistivo e muscular será por volta da metade da fase concêntrica. Pensando, na relação força comprimento do músculo, a maior exigência muscular ocorrerá em um ponto onde o músculo não estará muito encurtado. Já, quando o músculo estiver mais encurtado, no final do fase concêntrica, ocorrerá um braço de alavanca e assim torque resistivo menor. Esse cenário, possivelmente proporcionará o aluno/cliente a conseguir realizar o exercício com uma melhor técnica, sendo esse um dos objetivos primários das primeiras sessões.

Por outro lado, quando se está trabalhando com um aluno/cliente avançado, ou seja experiente no treinamento, é necessário criar uma dificuldade maior durante a sessão de treino. Portanto, seria interessante a segunda variação. Pois pensando na relação força comprimento, quando o músculo estiver mais encurtado (final da fase concêntrica no movimento) será o ponto onde se produzirá o maior braço de alavanca, toque resistivo e muscular. Assim, a tensão muscular será maior quando músculos estiver mais encurtado. Dessa forma, possivelmente, será necessário um recrutamento maior de unidades motoras, consequentemente aumentando o estresse para o músculo alvo.

Seguidores, não percam a vídeo aula de hoje e verifiquem a análise sobre torque no exercício de adução do ombro no cabo.