Aptidão Física relacionada a Saúde e ao Desempenho

Please log in or register to like posts.

     

 A Figura acima demonstra a relação destas variáveis. Pode-se observar que todas as variáveis representam e são indicadoras do desempenho atlético, porém nem todas são indicadores válidos para a saúde. As variáveis correlatas com a saúde são indicativos de risco de saúde que a criança/adolescentes pode apresentar dependendo dos escores apresentados nestas variáveis. Através dos levantamentos realizados periodicamente destas variáveis, somando-se as variáveis de crescimento e composição corporal, pode-se ter acesso a eventuais modificações do estado de saúde dos escolares.

       Menores resultados nos testes de flexibilidade e resistência muscular refletem baixo desempenho motor o que demonstra alguma debilidade nesta área (encurtamentos musculares e baixo tônus muscular) o que poderá contribuir de forma significativa ao aparecimento de determinados distúrbios posturais (hiperlordoses, hipercifoses, etc.), além de realizar atividades do cotidiano com maior esforço fazendo aumentar a probabilidade de lesão de esforço em atividades diárias.

        Um bom desempenho nos testes de resistência cardiorrespiratória fornecem indicações quanto à capacidade de funcionamento dos sistemas cardíaco, circulatório e metabólico, auxiliando no prognóstico de acometimento de uma série de doenças degenerativas como hipertensão, alguns tipos de diabetes, distúrbios cardíacos e pulmonares, menor tolerância ao calor, etc.

      Flexibilidade, resistência muscular, resistência aeróbica somado a agilidade, aceleração/velocidade e potência muscular são capacidades direcionadas a prática de capacidades motoras específicas que interessam ao desempenho esportivo, sendo, portanto, variáveis indicativas de desempenho esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *