Teste para estimar o tipo de fibra muscular

Please log in or register to like posts.
Vídeo

     Teste para estimar o tipo de fibra muscular predominante em determinados grupamentos musculares. Confira no vídeo os métodos clínicos para verificar o tipo e a quantidade de fibra muscular através da biópsia muscular e da dermatoglifia, bem como as explicações fisiológicas de aplicação de um teste para estimar o tipo de fibra muscular em determinados grupamentos.

6 comments on “Teste para estimar o tipo de fibra muscular

  1. João, por que tal testa ainda não foi estudado pelos cientistas da área? Já li sobre ele em outros lugares mas também sem respaldo científico.

    Quanto ao teste, será que o momento que fazemos o teste com a carga de 65% a tendência independente da pessoa ter predominância de fibra branca ou vermelha puxaria para mais repetições pela própria característica do estímulo ser de resistência e permitir que se sustente este esforço por mais tempo ? O mesmo não aconteceria aos 85% porque a fibra branca tem menor capacidade de ressíntese de Atp logo levaria a exaustão mais cedo.

    • Olá Jean,

      o teste a 65% de 1RM terá um número de repetições máximas (RMs) elevado tanto em quem tem maior predominância de fibras vermelhas como que tem maior predominância de fibras brancas justamente pela característica do estímulo como tu muito bem colocou. Porém, a pessoa que apresenta maior proporção de fibras vermelhas conseguirá produzir um número de RMs ainda maior a 65% do que a pessoa que apresenta poucas fibras vermelhas… esse é o pressuposto do teste.

      O teste não é estudado do ponto de vista científico porque em laboratórios e pesquisas nacionais e internacionais já dispusemos de métodos mais precisos como a própria dermatoglifia comentado no vídeo. Entretanto, esse recurso ainda não é utilizado pelas academias de ginástica. Por isso, a proposta de estimativa da predominância de fibras através do teste em diferentes percentuais de 1RM como propus no vídeo.

      Forte abraço e bons treinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *