Qual o relato comum de alguns alunos/cliente durante a execução do abdominal no solo?

É muito comum ouvir alunos/clientes comentando que sentem dor na região anterior do pescoço durante a execução do abdominal no solo. Alguns ainda chegam a relatar que sentem mais dor nesta região do que propriamente na região abdominal.

Mas, por que o aluno/cliente sente a região anterior do pescoço durante a execução do abdominal no solo?

Isso ocorre em virtude que a força gravitacional (9,81m/s²) produz ação sobre a cabeça do aluno/cliente buscando produzir o movimento de hiperextensão cervical da coluna vertebral. Assim, para evitar esse movimento, ocorre o acionamento em contração isométrica dos flexores cervicais (longo do pescoço, longo da cabeça, escalenos [fibras anteriores], reto anterior da cabeça e o esternocleidosmatoideo).

Portanto, nesta vídeo aula foi possível observar o comportamento eletromiográfico do esternocleidosmatoideo. Assim, quando kayus retirava a cabeça do solo, este músculo tinha um aumento no seu sinal eletromiográfico para evitar a tendência de extensão cervical.

Treino_em_foco_abdominal_solo_ativação_ esternocleidomastóideo

Então, e se utilizar uma resistência (halteres, peso) na testa para realizar o abdominal no solo, a ativação do esternocleidosmatoideo aumenta?

Sim. Este cenário ocorrerá em virtude que com esta estratégia a tendência de hiperextensão toracolombar irá aumentar, pois agora existe a força gravitacional e também a do peso agindo. Diante disso, será necessário um aumento no recrutamento e frequência de disparo das unidades motoras envolvidas no trabalho para sustentar a cabeça em extensão.

Um ponto importante, e que também ficou claro na vídeo aula é que quanto maior a quilagem aplicada para a execução do exercício, maior será a tendência de hiperextensão cervical e também a ativação do esternocleidosmatoideo.

Treino_em_foco_abdominal_solo_ativação_ esternocleidomastóideo

Como sabemos na execução dos exercícios abdominais é possível aplicar a resistência em diferentes pontos. No entanto, caso o personal trainer esteja trabalhando com um aluno/cliente que nas horas de lazer realize corridas de motos, ou até mesmo caso seja profissional deste esporte, a aplicação da resistência sobre a testa passa a ser interessante. Isto é importante pois durante a prova ou percurso com a moto ocorrerá força centrífugas sobre a cabeça, e assim o fortalecimento do esternocleidosmatoideo é importante para estabilizar a cabeça.

Alunos, analisem a vídeo aula!!!