Então, por que ocorre ativação do deltoide posterior durante o chute de tríceps?

Durante a execução do chute de tríceps, obviamente envolve de forma dinâmica o tríceps cabeça curta, lateral e longa e também o ancôneo. Além disso, também ocorrerá um acionamento do deltoide posterior. No entanto, ao contrário do tríceps o deltoide posterior será acionado em contração isométrica, para manter a articulação do ombro em extensão ou hiperextensão. Caso, o aluno/cliente mantenha em hiperextensão a ativação do deltoide posterior será maior em relação a posição em extensão. Um ponto importante a citar, é que a cabeça longa do tríceps também participará para manter o ombro em extensão.

Entretanto, quando o aluno/cliente chega ao final da fase concêntrica do exercício (extensão total do cotovelo) será produzido um braço de momento da alavanca maior em relação aos outros pontos da amplitude de movimento. Assim, a exigência do deltoide posterior será ainda maior para que se possa manter o ombro em extensão, pois a tendência da resistência somada a gravidade é produzir a flexão do ombro.

treino_em_foco_chute_de_triceps_eletromiografia_análise

Por que muitos alunos/clientes não conseguem manter o ombro em extensão/hiperextensão no chute de tríceps?

Uma das justificativas para esse cenário, é exatamente a tensão excessiva sobre o deltoide posterior. Isto é, com o aumento do braço de momento da alavanca durante o final da fase concêntrica, é possível que em virtude da falta de força ou por uma fadiga pre produzida por um treino prévio de ombros, ou costas (exercícios de remada ocorre uma ativação significativa de deltoide posterior), o que leva a falta de capacidade para manter o ombro em extensão.

treino_em_foco_chute_de_triceps_eletromiografia_análise

Diante deste cenário qual estratégia o personal trainer poderia utilizar?

Se caso o exercício de chute de tríceps seja para aquele aluno/cliente essencial, seria interessante que o personal trainer repensasse a sequência lógica da periodização. Portanto, talvez não incluir exercícios para deltoide posterior antes do treino de tríceps parece ser uma abordagem interessante.

Por outro lado, caso o exercício de chute de tríceps não seja importante e sim a manutenção da sequência seja, talvez substituir este exercício por outro seja a estratégia mais coerente, para que o treino de tríceps não seja prejudicado.

Alunos, analisem a vídeo aula!!!