Qual a melhor posição do boneco anatômico para realizar, a análise cinesiológica vetorial do Serrátil Anterior?

Para realizar a análise vetorial do músculo Serrátil Anterior, é interessante que você coloque o boneco anatômico em uma posição bem lateralizada. Porque nessa posição conseguiremos entender e interpretar, de uma forma adequada a ação cinesiológica vetorial do Serrátil Anterior.

serratil_anterior_músculo_

Como realizar a análise cinesiológica vetorial do Serrátil Anterior?

O procedimento para se realizar a análise vetorial do Serrátil Anterior, é exatamente igual aos passos que utilizamos em vídeos aulas anteriores, ou seja, deveremos seguir o passo a passo que é: primeiro posicionar em tese o eixo longitudinal da peça óssea que se moverá, como analisaremos o Serrátil Anterior, logicamente a peça óssea que se movimentará perante ação dinâmica do Serrátil Anterior é a Escapula. Feito a colocação do eixo longitudinal, notaremos diferentes ventres musculares do Serrátil Anterior, primeiramente optamos por analisar o ventre ou feixe muscular mais inferior do Serrátil Anterior.

Então o vetor resultante deverá ser posicionado do ponto móvel, para o ponto fixo, que no caso o ponto móvel (inserção) se encontra na Escapula, e o ponto fixo das fibras inferiores do Serrátil Anterior está localizada nas costelas. Lembrando que o vetor resultante deverá acompanhar a direção e o sentido das fibras da parte mais inferior do Serrátil Anterior, ou seja, o sentido em que as fibras estão a partir do ponto de inserção do músculo.

músculo_serratil_anterior_vetor

Como realizar a decomposição vetorial, do vetor resultante de tração das fibras inferiores do Serrátil Anterior?

Um componente vetorial deverá estar paralelo ao eixo longitudinal da peça óssea que se move, e o outro componente vetorial deverá ser traçado perpendicularmente ao eixo longitudinal da peça óssea que se moverá. Lembrando que o componente vetorial perpendicular deverá formar com a linha pontilhada que representa o eixo longitudinal da peça óssea que se move, um ângulo de 90°, para ter essa característica de perpendicularidade.

 

Que movimentos esses componentes vetoriais produzem na Escapula, a partir da contração do feixe mais inferior do Serrátil Anterior?

Você perceberá no vídeo, que o feixe ou ventre muscular mais inferior do músculo Serrátil Anterior, possui uma capacidade de depressão Escapular em virtude do componente vetorial que está paralelo ao eixo longitudinal da peça óssea. Já o componente vetorial que está perpendicular a peça óssea que se move, tem a capacidade de realizar a abdução escapular, ou seja, faz com que as Escápulas se aproximem e venham rodando sobre o tórax.

componete_vetor_serratil_anterior

Qual o movimento que as fibras superiores do Serrátil Anterior produzem?

Para realizar a análise cinesiológica e vetorial das fibras superiores do Serrátil Anterior, você deverá identificar a parte móvel, que é a inserção e está localizada na borda interna da Escápula. Na sequencia identificar a parte fixa, ou a origem que está localizada nas costelas.

Identificado as duas extremidades, você deverá traçar o vetor resultante, lembrando que ele deverá acompanhar a direção e o sentido das fibras, ou seja, deverá acompanhar a direção e o sentido das fibras que estão próximas a inserção do Serrátil Anterior.

A partir da fixação do vetor resultante, poderemos realizar a decomposição vetorial desse vetor resultante de tração do Serrátil Anterior.

serratil_anterior_fibras_superiores

Qual a função dos componentes vetoriais do vetor resultante de tração, das fibras superiores do Serrátil Anterior?

Um componente vetorial deverá ser traçado paralelamente ao eixo longitudinal da peça óssea que se move, e o outro componente vetorial deverá estar localizada perpendicularmente ao eixo longitudinal.

Como o Serrátil Anterior é um músculo que tem a característica anatômica em forma de leque, e que esta lateralmente sobre a caixa torácica a partir a da Escápula,  temos a região superior do Serrátil Anterior com suas fibras com uma inclinação menor do que as fibras inferiores. Então quando analisamos, o componente vetorial paralelo ao eixo longitudinal das fibras superiores do Serrátil Anterior, perceberemos que ele tem um poder depressor sobre as Escápulas, lembrando que o mesmo componente vetorial paralelo das fibras inferiores do Serrátil Anterior também é depressor Escapular.

músculo_serratil_anterior_fibras_suepriores

Então se compararmos esses dois componentes vetoriais que se somam e deprimem a Escapula, perceberemos que as fibras inferiores vetorialmente tem uma melhor condição para deprimir as Escapulas, do que a condição vetorial depressora das fibras superiores do Serrátil Anterior.

Já analisando os componentes vetoriais que são perpendicular ao eixo longitudinal da peça óssea que se move, das fibras inferiores e superiores do Serrátil Anterior, percebermos que ambas as regiões apresentam um forte componente vetorial de Abdução das Escápulas.

músculo_serratil_anterior_vetores

 

Então a novidade de analise que temos hoje, é que o mesmo músculo em regiões diferentes, apresentam condição maior ou menor para produzir o movimento, ou seja, podemos perceber que uma região é mais propicia para deprimir as Escapulas, pois verificamos que o vetor depressor das fibras inferiores é maior do vetor depressor das fibras superiores do Serrátil Anterior. Essas condições de analise só são possíveis com a aplicação da Cinesiologia vetorial.

Então seguidor, não perca a vídeo aula de hoje, e tire todas as suas dúvidas sobre o músculo Serrátil Anterior.