Você CONHECE o exercício AVANÇO?
Você PRESCREVE esse exercício para seus clientes ou alunos na academia? Ou REALIZA O AVANÇO, na sua ROTINA de treinamento de membros inferiores?
E ainda, sabe qual o COMPORTAMENTO DA PELVE durante a execução do exercício AVANÇO?

È comum , durante a prescrição de exercício para membros inferiores, SELECIONARMOS o AGACHAMENTO que muitos CONSIDERAM o REI dos exercícios para MEMBROS INFERIORES. Mas alguns indivíduos quando executam,no FINAL DA FASE EXCÊNTRICA, realizam uma RETROVERSÃO PÉLVICA. Isso ocorre muitas vezes em função de um ENCURTAMENTO DE ISQUIOTIBIAIS E GLÚTEO MÁXIMO, levando a coluna vertebral lombar a uma RETIFICAÇÃO,consequentemente FRAGILIZANDO a capacidade da coluna em SUSTENTAR CARGAS AXIAIS.

Logicamente, que devemos com esses indivíduos trabalhar SUA FLEXIBILIDADE de glúteo máximo e isquiotibiais.
Nessa caso também podemos, PRESCREVER o exercício de AVANÇO, pois no momento da execução desse exercício no FINAL DA FASE EXCÊNTRICA, enquanto um membro faz a FLEXÃO DO QUADRIL o outro realiza uma EXTENSÃO DO QUADRIL,com isso acontece um EQUILÍBRIO dos músculos atuantes sobre a PELVE, proporcionando um melhor EQUILÍBRIO PÉLVICO NO FINAL DA FASE EXCÊNTRICA, não deixando ocorrer a RETROVERSÃO , mantendo seu equilíbrio no PLANO SAGITAL e não ocorrendo uma ALTERAÇÃO das CURVATURAS FISIOLÓGICAS DA COLUNA VERTEBRAL.

Essas CARACTERÍSTICAS do AVANÇO, são um ponto POSITIVO para pessoas que realizam no final da fase excêntrica uma retroversão pélvica.

Então , NÃO PERCA o análise de exercício de hoje , e tire todas as SUAS DÚVIDAS sobre o EXERCÍCIO AVANÇO.