Qual o objetivo do teste de estimativa VO2 Máximo?

O teste de VO2 Máximo tem por propósito quantificar o volume máximo de consumo de oxigênio que uma determinada pessoa com uma determinada capacidade cardiovascular/respiratória apresenta em um período específico de tempo. O consumo máximo de oxigênio envolve elevar alguns sistemas corporais a sua capacidade máxima (ou muito próxima a isso) de funcionamento. Assim, os sistemas ventilatório, circulatório, cardíaco e metabólico oxidativo são colocados à prova durante a progressão do teste de VO2 Máximo.

Na aplicação deste teste deve-se elevar a carga de esforço físico aeróbio gradativamente e monitorar as respostas cardíacas e ventilatórias principalmente a troca de gases, notadamente com relação ao oxigênio (O2) e ao dióxido de carbono (CO2). No teste realizado por nós do TEF monitoramos somente a resposta cardíaca durante o teste o que nos levou a estimativa do VO2 máx.

A elevação progressiva da carga se faz por elevações na inclinação do ergômetro (no nosso caso na esteira rolante) e velocidade do mesmo em determinados intervalos de tempo. No nosso caso, a cada um minuto de esforço na esteira rolante, a carga era elevada ou em velocidade ou inclinação da mesma, ou ainda, em alguns casos realizando alterações nestas duas variáveis.

O teste de esforço progressivo é conduzido até o máximo suportável pelo avaliado. Obviamente este teste apresenta carga máxima e por isso alguns riscos para indivíduos não habilitados ao esforço máximo, então não deve ser aplicado indiscriminadamente a qualquer pessoa.

Como foi aplicado o teste de estimativa VO2 Máximo?

O protocolo do teste de estimativa do VO2 Máximo aplicado no Jefferson e na Tati foi desenvolvido pelo professor João Moura, e tem por sua característica uma intensidade de carga moderada para atletas. Obviamente o Jefferson e a Tati ainda não estão treinados, ou seja, estão iniciando de um patamar zero, porém mesmo assim o teste foi aplicado em intensidade moderada.

Foi aplicado o protocolo do teste de estimativa do VO2 Máximo moderado para que depois, pensando no futuro quando eles adquirirem um melhor condicionamento físico, esse teste continue ainda mensurando de forma eficiente a capacidade aeróbia do Jefferson e da Tati. Então o teste de estimativa do VO2 Máximo, tem por objetivo medir a capacidade aeróbia máxima, ou seja, o volume de consumo de oxigênio máximo, por isso chamamos o teste de VO2 Máximo.

tati_teste_vo2_máximo_cardiovascular

A esteira foi programada previamente, para a cada um minuto, aumentar sua inclinação ou a velocidade, ou ainda terá momentos da programação que haverá aumento da inclinação e da velocidade da esteira. Aumentando portanto a carga de esforço físico cardiovascular. Obviamente em virtude da carga de esforço físico cardiovascular imposta sobre o Jefferson e a Tati, ocorrerá uma resposta da frequência cardíaca, a ideia é que a frequência cardíaca vá subindo gradativamente e proporcional ao esforço requisitado pela programação da esteira, em virtude da sua maior inclinação, ou pela maior velocidade no teste de estimativa do VO2 Máximo.

Se aproximando do final do teste, é provável que o Jefferson e a Tati, não conseguiram manter o esforço, pois atingiram um esforço máximo, e nesse momento teremos a frequência cardíaca máxima dos dois indivíduos. Lembrando que é importante conhecermos a frequência cardíaca máxima, pois é um parâmetro importante para a prescrição do treinamento, proporcionando traçar zonas de intensidade de treinamento cardiovascular, ou seja, essas zonas de intensidade de treinamento serão calculadas baseadas no valor da frequência cardíaca máxima do Jefferson e da Tati. Então obteremos a frequência cardíaca máxima, quando eles atingirem o final do teste, ou seja, quando atingirem a sua capacidade máxima de esforço aeróbio e cardiovascular , no teste de estimativa do VO2 Máximo.

Como foi monitorado o teste de estimativa do VO2 Máximo?

Lembrando que a cada um minuto ocorre o aumento da sobrecarga ou da carga de esforço, então vocês perceberam no vídeo que ao final de cada um minuto no teste, foi tomado o valor da frequência cardíaca, que foi monitorada através de um cardiofrequencimetro, e o valor da percepção subjetiva de esforço, baseado na escala de Borg, ou seja, eles visualizavam a escala de Borg, e quantificavam a sua percepção de esforço ao final de cada um minuto.

jefferson_treino_resistencia_cardiovascular

A percepção subjetiva de esforço também é um parâmetro importante, para que o professor João Moura possa analisar os dados, e realizar a prescrição e planejamento de treino aeróbio.

Então seguidor, não perca a vídeo aula de hoje, e conheça o teste de estimativa do VO2 Máximo.