Porção Clavicular do Peitoral – Por que atua na flexão do ombro?

Please log in or register to like posts.
Vídeo

Quais os pontos de origem e inserção do músculo peitoral maior?

As fibras que constituem o músculo peitoral maior não apresentam a mesma direção e sentido. Dessa forma, do ponto de vista cinesiológico o peitoral maior é “dividido” em três porções ou feixes de fibras. Ou seja, em porção/feixe clavicular, esterno e costal.  Cada uma dessas porções/feixes do peitoral maior apresentam um ponto de origem e inserção diferentes. A seguir no texto, será descrito os pontos de fixações (origem e inserção) de cada porção/feixe do peitoral.

A porção/feixe clavicular do peitoral tem sua origem localizada na metade medial da clavícula. Já sua inserção está localizada na crista do tubérculo maior do úmero. Assim, as fibras da porção/feixe clavicular apresentam uma direção horizontal com um sentido obliquo.

A porção/feixe esternal tem sua origem localizada no osso esterno e nas cartilagens da primeira a quinta costelas. A sua inserção está localizada também no crista do tubérculo maior do úmero, porém em uma região mais medial em relação a inserção da porção/feixe clavicular que encontra-se mais inferior.  Dessa forma, as fibras que constituem essa porção/feixe estão em uma direção horizontal e com um sentido mais oblíquos para cima. Já as fibras mais superior estão em um sentido oblíquo e para baixo nas fibras mais inferior dessa porção/feixe do peitoral.

Por fim, a porção/feixe costal tem sua origem localizada na aponeurose do músculos obliquo externo e na cartilagem da sexta costela. Já sua inserção está localizada como as outras porções/feixes na crista do tubérculo maior do úmero porém, em uma posição superior em relação a inserção da porção /feixe costal e clavicular. Já sua fibras encontra-se em um sentido oblíquo de cima para baixo.

Assim, o peitoral maior como um todo tem a capacidade de realizar o movimento de adução transversal ou frontal do ombro. No entanto, em virtude do diferentes sentido e posicionamento em relação ao eixo de movimento as fibras, particularmente o feixe clavicular e esternocostal tem a capacidade de realizar movimentos diferentes e antagônicos no plano sagital.

Quais os movimentos produzidos pela porção/feixe clavicular do peitoral maior?

O músculo peitoral como um todo é motor primário do movimento de adução horizontal dos ombros e rotação medial do ombro em sinergismo com os músculos latíssimo do dorso, deltoide feixe clavicular/anterior, redondo maior e subescapular. Ou seja, quando realiza-se o movimento de adução horizontal do ombro será solicitado todas as porções/feixes do peitoral maior.

Agora analisando particularmente a porção/feixe clavicular em virtude do ponto de origem e inserção e sentido das fibras, além de participar da adução horizontal do ombro também atuará no movimento de flexão dos ombros em sinergismo com deltoide clavicular/anterior, coracobraquial e bíceps braquial cabeça longa. Esta capacidade de realizar o movimento de flexão ocorre também porque suas fibras estão acima do eixo latero lateral do movimento que ocorre no plano sagital. Portanto, tem a capacidade auxiliar neste movimento.

Por outro lado, durante a flexão do ombro, as fibras mais inferiores, isto é, o feixe esternocostal irão relaxar, ou seja serão antagonista. Isto ocorre, em virtude que a direção e sentido e também porque sua fibras estão abaixo do eixo latero lateral.

Mas, qual os movimento que o feixe esternocostal ou inferior do peitoral maior também produz?

Por fim, a porção/feixe costal além de obviamente participar dos movimentos de adução horizontal e rotação medial do ombro, também participar de outro movimento. Ou seja, participará do movimento de adução frontal do ombro em sinergismo a porção/feixe esternal do peitoral, latíssimo do dorso, redondo maior, coracobraquial e bíceps braquial cabeça curta. Além disso, também atuará no movimento de extensão do ombro em sinergismo com o deltoide posterior, latíssimo do dorso, redondo maior e tríceps braquial cabeça longa

Assim, a capacidade dessas fibras para participar da extensão ocorre em virtude da direção e sentido das fibras e pprinciplamente em virtude das mesmas (fibras) estarem abaixo do eixo latero lateral. Por fim, neste movimento (extensão) as fibras claviculares serão antagonistas, pois estão acima do eixo latero lateral.

Qual a aplicação prática deste conhecimento cinesiológico?

Portanto, quando o cliente estiver realizando o movimento de flexão do ombro, como em uma elevação frontal, o feixe clavicular do peitoral maior estará atuando em sinergismo com o motor primário, que é o deltoide anterior.

Já em um movimento de o pulldow com tronco reto, mais ou menos inclinado e, no pullover com barra, halter ou no cabo o peitoral fibras inferiores estará atuando em sinergismo. Estes conhecimento são importantes para um melhor parcelamento do treino.

Alunos, analisem a vídeo aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *