Por que o Reto Abdominal é ativado no Tríceps Testa na Polia?

Please log in or register to like posts.
Vídeo

Em muitos exercícios para membros superiores e inferiores no treinamento resistido com pesos exigem de forma significativo a ativação da musculatura da parede abdominal. Obviamente, existem exercícios onde se tem uma maior ou menor exigência, influenciado diretamente pela posição corporal e como se aplica a resistência no exercício.

Entre os exercícios que tem uma exigência significativa estão os que tem como foco o trabalho para o tríceps braquial.

Por que ocorre o reto abdominal é altamente exigido no exercício de tríceps testa na polia?

Para a a execução desta variação de exercício, o indivíduo se posicionará de costas para a polia, posicionando o ombro em uma flexão de aproximadamente 100 a 120°, quadril flexionado, e uma afastamento antero posterior dos membros inferiores. Assim, durante a fase concêntrica realizará uma extensão dos cotovelos, vencendo a resistência. Jà durante a fase excêntrica se deixará vencer pela resistência produzindo assim, uma flexão do cotovelo.

Obviamente, o músculo alvo durante esse exercício é o tríceps braquial. No entanto, em virtude da tendência do cabo em produzir uma hiperextensão da coluna vertebral ocorre um forte acionamento do reto abdominal. É importante relembrar que o reto abdominal é fortemente acionado pois é um flexor da coluna vertebral. Obviamente, oblíquos interno e externo também serão acionados.

Em comparação a prancha clássica, se observou no experimento que a atividade eletromiográfica no exercício de tríceps na polia foi maior.

Qual a aplicação prática deste conhecimento?

Portanto, caso o cliente apresente um nível de hipertrofia já significativo da parede abdominal e execute nas suas sessões de treino vários exercícios em que se exige significativamente uma contração isométrica de reto abdominal, talvez não seja necessário a inclusão de uma grande número de exercícios específicos para esse grupo muscular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *