Assimetria muscular em membros inferiores poderá ser mais fácil para resolver.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_membros_inferiores

Você apresenta essa assimetria muscular na região dos membros inferiores?

É comum identificar alunos/clientes que mesmo realizando um trabalho equilíbrio entre exercícios para região anterior (quadríceps) e posterior (isquiotibiais) da coxa ainda apresenta um grau de assimetria entre os mesmos, ou seja, uma região da coxa é maior que a outra. Além disso, existem alguns alunos/cliente que apresentar assimetria entre os membros inferiores. Isto é, uma das pernas tanto na região anterior como posterior do seguimento coxa apresenta-se maior ou menor em relação a outra.

Mas por que essa assimetria muscular de membros inferiores pode estar ocorrendo?

Obviamente são inúmeros fatores que podem levar a assimetria no seguimento coxa. Um dele pode ser que o aluno/cliente sofreu algum tipo de lesão muscular, o que ocorre na maioria das vezes na região posterior da coxa e com isso, passou um longo período sem realizar exercícios específicos para essa região, como por exemplo mesa flexora, stiff entre outros. Um ponto importante a salientar é que mesmo sabendo que a execução de exercícios que tenham como dominância a região do quadríceps como agachamento, leg press parece não produzir uma ativação tão intensa dos posteriores de coxa em relação a exercícios específicos citados acima.

Um outro fator que pode levar a essa assimetria é a má divisão no treinamento. Ou seja, o aluno/cliente realiza um volume de treino muito maior para região do quadríceps e bem menor para os isquiotibiais. Essa sistemática ao longo do tempo poderá levar a ocorrência de assimetria muscular.

Diante disso, o que o profissional poderá fazer para tentar resolver essa assimetria muscular?

Como já foi citado em outros vídeos o primeiro passo é identificar o fator causa. Após isso, o profissional conseguira planejar de forma adequada o trabalho corretivo. Na maioria das vezes o trabalho para tentar corrigir essas assimetrias de membros inferiores é mais tranquila. O profissional poderá orientar o seu aluno/cliente a realizar a sessão de treino de membros inferiores normais. No entanto, após o fim dos exercícios corriqueiros, poderá orienta-lo a executar exercícios monoarticulares para a região que apresenta o déficit.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_membros_inferiores

Por exemplo, imaginemos que a assimetria muscular esteja presenta na região posterior da coxa da perna direita. Assim, ao final da sessão o profissional orientará esse aluno/cliente a executar de forma unilateral o exercício de cadeira ou mesa flexora, visando aumentar o volume de treino para essa região com déficit.

Treino_em_foco_assimetria_muscular_membros_inferiores

Mas por que é interessante aumentar o volume de treino para a região com assimetria muscular?

Como sabe-se a muito tempo na literatura que a magnitude dos ganhos de força e principalmente hipertrofia (volume muscular) estão vinculados ao estresse produzido sobre a musculatura. Assim, ao realizar esse trabalho unilateral a mais para a região com déficit estar-se produzindo um maior estresse sobre essa região. Portanto, o volume total de treino estará sendo maior o que poderá contribuir para aumentar o estimulo para geração de hipertrofia muscular e assim redução dessa assimetria muscular.

Seguidores, não percam a vídeo aula!!!