Qual o ponto de origem e inserção dos glúteo máximo?

O Glúteo máximo tem sua origem localizada na região posterior da crista ilíaca, sacro e ligamento sacrotuberal. Já seu ponto de inserção está localizado junto ao trocanter maior do fêmur, tuberosidade glútea e côndilo lateral da tíbia pelo trato iliotibial.

Então, quais os movimentos que o glúteo máximo produz?

De uma forma geral, todas as fibras do glúteo máximo quando acionadas produzem o movimento de extensão do quadril, retroversão da pelve e também a rotação lateral ou externa do fêmur.

No entanto, um fator bem interessante é que as fibras superiores do glúteo máximo também contribuem no movimento de abdução do quadril. Ou seja, atua como sinergista para auxiliar o glúteo médio que é o motor primário para este movimento. Por outro lado, as fibras inferiores do glúteo máximo tem a capacidade de auxiliar no movimento de adução do quadril. Isto é, atua como um sinergista para auxiliar o motores primários desse movimento que são os músculos adutores da coxa.

Mas, porque essas fibras do glúteo auxiliam nesses movimentos?

A explicação para esse cenário está vinculada a posição das fibras em relação ao eixo de movimento. Ou seja, como o movimento de adução e abdução ocorrem no plano frontal e tem como eixo o anteroposterior ou posteroanterior, as fibras superiores do glúteo máximo estão acima deste eixo, e assim tem a capacidade de auxiliar no movimento de abdução do quadril. Por sua vez, como as fibras inferiores estão abaixo deste eixo, elas tem capacidade de produzir torque para auxiliar no movimento de adução do quadril.

Aplicação prática?

Portanto, caso objetivo seja produzir um refinamento no trabalho de glúteo pode ser interessante o personal trainer incluir exercício de adução e abdução poderá auxiliar para produzir um trabalho a mais sobre as fibras inferiores e superiores do glúteo, respectivamente.

No entanto, é necessário relembrar que para isso ocorre é necessário realizar o movimento de adução e abdução no plano frontal. Como exemplo se pode entender o exercício sendo executado na polia do crossover.

Alunos, analisem a vídeo aula.