Como deve ser a planilha de periodização para o personal trainer?

Primeiramente é necessário relembrar o conceito de periodização. Assim, periodização tem como principal objetivo organizar as cargas de treinamento ao longo de um período visando atingir um objetivo específico. Portanto, de uma forma geral podemos entender periodização como organização do treino ao longo do tempo.

Diante disso, o Treino em FOCO recebe mensagens de muitos seguidores questionando se existiria uma planilha padrão para que o personal trainer conseguisse periodizar. Diante disso, a principal resposta é que não. Isto é, é necessário que o próprio personal trainer monte o formato de planilha específica para cada cliente. Ou seja, cada cliente terá um formato e portanto, característica de planilha.

Ta, mas se cada cliente terá o seu “formato” de planilha para periodizar o que seria importante o personal trainer levar em consideração para montar?

Pois bem, partindo agora do entendimento que cada cliente terá um “formato” de planilha, se pode evoluir para esta discussão. O primeiro passa para identificar o que se deve conter na planilha é o personal trainer realizar as avalições e testes físicos necessários. Assim, com essas informações, ele (personal trainer) conseguir visualizar qual será o objetivo de cada mesociclo e, principalmente definir como será os microciclos do primeiro mesociclo.

Um outro ponto importante na confecção da planilha de periodização, é a necessidade do personal trainer realizar registros do treinamento do seu cliente. Vamos a um exemplo: imaginado que o personal trainer esteja trabalhando com um cliente que tem como principal objetivo maximizar os ganhos hipertróficos. Diante disso, como a literatura apresenta uma relação dose resposta entre volume total de treino e ganhos hipertróficos, elevar essa variável (volume total de treino) ao longo do tempo é fundamental. No entanto, somente será possível realizar um incremento adequado nesta variável caso o personal tenha pelo menos um simples registro do desempenho de treino, como repetições por série, quilagem, intervalo de descanso entre outras variáveis importantes.

No entanto, na PRÁTICA, é muito difícil visualizar personais traines que realizam um breve registro do desempenho do seu cliente na sessão. Portanto, entendemos que essa é uma necessidade importante. Um outro ponto importante a salientar, é que a periodização não é algo enrijecido, ou seja, ao longo do treinamento ela poderá sofrer modificações e, consequentemente também o planilha da mesma.

Em resumo, como já citamos acima no texto, mas para reformar é necessário que o personal não busque um modelo de planilha de periodização, mas sim desenvolva uma específica para cada cliente.

Alunos, analisem a vídeo aula!!!