No entendimento do Treino em Foco, os termos técnicos deverão ser utilizados entre os profissionais da área da saúde. Entretanto, o personal trainer também deverá utilizar com os seu clientes, para que os mesmos tenham um melhor entendimento dos exercícios que estão realizando.

treino_em_Foco_termos_técnicosQual o conceito dos termos técnicos?

Em diversas áreas existem diferentes termos técnicos, isto é, existem termos técnicos específicos na medicina, enfermagem, biologia, química, física, fisioterapia entre outras áreas profissionais de atuação. Esses termos, tem como principal objetivo criar um nome padrão para descrever um determinado fenômeno.

Na educação física os termos técnicos existem para descrever de forma especifica diferentes movimentos corporais que ocorrem por exemplo no dia a dia de um indivíduo ou em um determinado exercício. Por exemplo, alguns termos técnicos que podemos citar são: flexão e extensão do cotovelo, do joelho e do quadril, inclinação da coluna vertebral, inclinação lateral da coluna vertebral, flexão toracolombar, abdução ou adução dos ombros entre outros.

Entretanto, existe um contraponto junto a sociedade sobre a utilização dos termos técnicos na atuação profissional do professor de Educação física, por exemplo nas sala de Treinamento Resistido com Pesos (TRP) como personal trainer. Ou seja, alguns profissionais defendem a utilização de termos técnicos para ensinar e descrever os exercícios. Mas por outro lado, alguns profissionais da área acham desnecessário a utilização de termos técnicos.

Na opinião do Treino em foco em que situações a utilização dos termos técnicos passa a ser indispensável?

No entendimento do Treino em Foco a utilização de termos técnicos passa a ser indispensável no momento em que profissionais da área da saúde estão trocando informações.  Isto é, no momento em que um profissional de Educação física esteja conversando com um profissional de Fisioterapia não justifica-se não utilizar termos técnicos para descrever determinadas situações.

Por exemplo, imaginemos que um médico traumatologista ou ortopedista, um fisioterapeuta e um profissional de Educação física estejam discutindo aspectos relacionados a um determinado cliente, é indispensável a utilização de termos técnicos. Pois esses profissionais aprenderam em suas formações os principais termos para descrever determinadas situações e fenômenos que ocorrem no corpo humano.

termos_técnicos_treino_em_foco_utilziaçãoEntretanto, deve-se utilizar termos técnicos, por exemplo quando o profissional de educação física esteja explicando um exercício para o seu cliente?

Na opinião da equipe Treino em Foco a utilização de termos técnicos para explicar ou justificar um determinado exercícios para pessoas leigas no assunto, deverá ser realizada pelo profissional de Educação física. Quando um profissional de educação física que está atuando como personal trainer e utilize durante a sua atuação com um cliente termos técnicos para explicar ou justificar os exercícios, estará sendo produzido um processo educacional para a população. Pois esse profissional estará apresentando para o seu cliente a forma correta de descrever os movimentos articulares que ocorrem nos exercícios.

Porém, como deve ser feito a apresentação desses termos técnicos?

Todavia, é necessário que esse profissional de educação física comece a introduzir os termos técnicos de forma gradual e, iniciando com os termos mais simples. Por exemplo, imaginemos que um personal trainer tenha uma cliente de 70 anos, diante disso, esse profissional poderá iniciar descrevendo os termos mais simples como, flexão e extensão do cotovelo, do joelho entre outros. Possivelmente com o passar do tempo essa cliente começará a utilizar os termos corretos para descrever seus exercícios. Dessa forma, podemos entender que o personal trainer estará atuando de uma forma pedagógica.

Seguidores, não percam a vídeo aula de hoje e visualizem a opinião do Treino em Foco sobre a utilização dos termos técnicos.