Caso o personal trainer compare dois alunos/clientes a densidade muscular possivelmente será diferente.

Treino_em_foco_ultrassom_densidade_muscular

Quais os fatores que podem levar a diferença na densidade muscular?

Para relembrar quando estamos analisando densidade muscular estamos analisando a quantidade de gordura intramuscular acumulada em um determinado músculo. Assim, quanto menor for esse acumulo de gordura intramuscular maior será a densidade, ou sejam qualidade muscular.

Diante disso, o entendemos que existem inúmeros fatores que podem estar levando a essa diferença. Entre elas podemos citar a qualidade da alimentação que o aluno/cliente está realizando. Assim, se o mesmo realiza uma alta ingestão de gorduras e carboidratos demasiadamente, se pode esperar uma maior acumulo de gordura intramuscular. Além disso, o nível de prática de exercício físico também poderá ter uma grande influência. Ou seja, um aluno/cliente que tem maior tempo e maior frequência de prática por exemplo de treinamento resistido com pesos apresenta a tendência a ter menor concentração de gordura intramuscular que um com menor tempo e frequência ou sedentário. Ainda um outro fator que pode ter grande influencia é em questão do gênero. Isto é, em virtude de maior concentração de hormônios anabólicos homens parecem apresentar menor tendência a acumulo de gordura intramuscular que mulheres. Porém, acreditamos que os dois primeiros fatores citados acima tem maior influência.

E para um aluno/cliente que tem menor densidade muscular, qual a estratégia utilizar?

De uma forma geral, seria interessante inicialmente verificar junto ao nutricionista como está a alimentação deste aluno/cliente, e se necessário realizar uma readequação. Após esse procedimento, seria interessante realizar uma análise no treinamento do mesmo. Entendemos, que aplicar sessões de treinamento resistido com pesos objetivando aumento do volume muscular, ou seja, hipertrofia muscular seja uma ótima estratégia. Pois com essa estratégia se estará aumento a agregação de proteínas musculares (actina, miosina entre outras) e com isso aumentando a quantidade de tecido magro dentro do músculo.

Um ponto importante a salientar, é que para alcançar esse objetivo (hipertrofia muscular) é fundamental que o personal trainer tenha um entendimento que é necessário aumentar o volume total de treino ao longo do tempo. Por fim, como já citado acima a alimentação é outro fator imprescindível para alcançar hipertrofia muscular.

Treino_em_foco_ultrassom_densidade_muscular

Alunos, analisem a vídeo aula!!!!