Quais as diferenças morfológicas que podem ser visualizadas entre homens e mulheres?

Dentre as variáveis diferenças que existem entre homens e mulheres, uma que pode ser visualizada e também mensuradas são as questões morfológicas. Ou seja, quando se realiza uma avaliação para avaliar a composição corporal de homens e mulheres é possível identificar grandes diferenças.

Entre as que podem ser visualizadas e mensuradas estão a espessura de gordura subcutânea, a espessura muscular e também a densidade muscular. Comentando, a espessura de gordura subcutânea e muscular é possível observar que homens apresentam uma espessura muscular maior e mulheres uma espessura de gordura subcutânea maior. Obviamente, esse cenário não é uma obrigatoriedade, no entanto é o mais comum de se observar quando realiza uma avaliação morfológica e realiza uma comparação entre homens e mulheres.

Qual o percentual de gordura médio normal para homem e mulher?

Obviamente, em virtude de fatores que serão descritos a seguir no texto o percentual de gordura ideal entre homens e mulheres irá diferir. Assim, se durante a avaliação via ultrassom o avaliador registrar um valor de <5% para homens e de <12% para mulheres este é classificado como muito baixo. Já se identificar um valor entre 6 a 11% para homens e 12 a 22% para mulheres este será baixo. No entanto, um percentual de gordura entre 12 a 15% para homem e 22 a 25% para mulheres é considerado ideal. Porém, caso o valor obtido esteja entre 16 a 24% para homem e de 24 a 31% para mulher este será classificado como alto. E por fim, >25% para homem e >32% para mulher é um percentual de gordura classificado como muito alto.

Então, quais os fatores que podem levar a essas diferenças morfológicas entre homens e mulheres?

A literatura cientifica tem vinculado essa diferença principalmente em espessura muscular e de gordura entre homens e mulheres a questões hormonais. Ou seja, homens apresentam uma maior quantidade de testosterona que mulheres, e esse pode ser o principal fator vinculado a uma maior massa muscular e menor percentual de gordura. Portanto, como a mulher tem uma menor concentração de testosterona que o homem é natural que a mesma tenha um maior acumulo de gordura subcutânea e menor teor de massa muscular.

Por exemplo, caso um homens e um mulheres iniciem um programa de treinamento resistido com pesos, com o objetivo de aumentar o volume muscular, isto é ganhos de hipertrofia muscular, e ambos seguirem o mesmo plano de treinamento e com uma dieta de forma similar, certamente ao final de um período o homens apresentará uma volume muscular maior. Esse cenário estará intimamente relacionado a uma maior massa muscular previamente ao treinamento para o homem.  Portanto, a diferença no percentual ou espessura muscular de gordura subcutânea e muscular é algo muito comum entre homens e mulheres.