Uma forma de intervalar as cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira é manipulando a velocidade da mesma.

treino_em_foco_treinamento_intervalado_de_alta_intensidade_

Treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT tem como característica expor o praticante a doses de cargas de esforços altas e baixas dentro da mesma sessão de treinamento. Por isso esse método de treino é denominado de treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT. Para aplicar de forma coerente aos objetivos do praticante e para garantir a segurança do mesmo no momento da realização do treinamento intervalado de alta intensidade é necessário manipular de forma minuciosa as cargas de esforços altas e baixas que serão aplicadas. Pois dependendo da intensidade que são aplicadas essas cargas diferentes níveis de adaptações fisiológicas nos sistemas cardiovascular, respiratório e bioenergético serão gerados.

Caso esse método de treinamento seja aplicado em esteira ergométrica uma forma de manipular as cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira é através da manipulação da velocidade da mesma. Ou seja, no momento que aplica-se as doses de cargas altas aumenta-se a velocidade, já quando for aplicar-se as doses de cargas baixas (recuperativa) reduz-se a velocidade. Obviamente a velocidade a ser aplicado no momento das doses de cargas de esforços altas ou baixas dependerá da condição física do praticante.

Na aula de hoje apresentaremos para vocês seguidores do Treino em Foco como intervalar as cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira através da elevação e redução a velocidade.

Quais as variáveis que devem ser levadas em consideração para definição por exemplo das intensidades das cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira?

Como todos nós sabemos a principal característica de uma sessão de treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT é submeter o indivíduo em determinados momentos da sessão a doses de cargas de esforço alta e, em outros momentos na mesma sessão de treino a doses de cargas de esforços baixas que muitas vezes são consideradas recuperativas. Diante disso, antes de aplicar uma sessão de treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT o personal trainer precisará traçar qual serão as intensidades das cargas de esforços altas e baixas da sessão.

Para definir qual a intensidade das cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira por exemplo vários aspectos deverão ser levados em consideração como: nível de treinamento de seu cliente, ou seja, qual o estado de condição física que ele encotra-se; qual o objetivo principal desse cliente com a realização do treinamento intervalado, ou seja, esse cliente busca emagrecimento ou está buscando apenas melhora na sua capacidade cardiorrespiratória; esse cliente apresenta algum problema cardiovascular, ou seja, ele é hipertenso ou apresenta outra cardiopatia; e ainda podemos citar qual o tempo que esse cliente tem para realizar a sessão de treinamento. Obviamente outas condicionantes (variáveis) podem influenciar na forma de manipulação das doses de cargas de esforço altas e baixas durante uma sessão de treinamento HIIT.

Por que é importante realizar a manipulação minuciosa das doses de cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira?

A minuciosa manipulação das cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira   se for realizado nesse equipamento (esteira) é extremamente importante, pois dependendo da intensidade das doses de cargas de esforço que o personal trainer aplicar durante a sessão diferentes níveis de adaptações fisiológicas serão gerados.

Ou seja, a manipulação da intensidade das doses de cargas de esforços altas e baixas aplicadas em  uma sessão de treinamento intervalado  está intimamente atrelado ao nível por exemplo de adaptação crônica dos sistema cardiovasculares que o praticante terá. Ou ainda se o praticante busca o emagrecimento as intensidades das doses de cargas de  esforços aplicadas durante a sessão está intimamente relacionado ao nível de gasto energético e com isso ao processo de emagrecimento, ou seja, quanto mais intensa for as doses de cargas de esforços durante a sessão de um treino HIIT maior será contribuição para o processo de emagrecimento.

Outro ponto importante a salientar é que ao manipular e principalmente controlar das doses de cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira por exemplo, a sessão de treinamento passa a ter maior segurança.

Como pode-se manipular as doses de cargas de esforço altas e baixas no treino HIIT em esteira?

Uma forma de manipular a intensidade das cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira é alterar as velocidades da esteira durante a sessão de treino. Ou seja, no momento em que for aplicar-se as doses de cargas de esforços altas aumenta-se a velocidade da esteira, já quando for aplicar as doses de cargas de esforços baixas (recuperativas) diminui- se a velocidade da esteira. Dessa forma, o personal trainer conseguirá intervalar as doses de cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira.

Na sequência apresentaremos algumas propostas (exemplos) de como manipular as cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira.

treino_HIIT_em_esteira_treino_em_foco_treinamento_intervalado_alta

Qual o exemplo que o Treino em Foco traz para realizar a manipulação das cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira para um indivíduo com experiência intermediária no treinamento?

Vamos imaginar que você é um personal trainer e tenha um cliente que encontra-se em um estado de treinamento intermediário. Esse cliente em questão é praticante de corridas de ruas e tem como principal objetivo com o treinamento melhorar sua condição cardiovascular. Dessa forma, você (personal trainer) no primeiro mesociclo de treinamento trabalhou com ele somente os treinos aeróbios realizados de forma continua. Terminado esse primeiro mesociclo ao conversar com esse seu cliente ele o informar que necessita melhorar a sua velocidade de corrida. Diante disso, você (personal trainer) analisa os resultados dos testes que realizou após a finalização do primeiro mesociclo de treinamento e visualiza a possibilidade da aplicação do treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT para esse seu cliente.

Dessa forma, você realiza todo o planejamento para o novo mesociclo, ou seja, segundo mesociclo. Com isso informa a esse seu cliente que além das sessões de treinamento resistidos com pesos, aeróbio contínuos também realizará sessão de treinamento intervalado de alta intensidade. Como o treino HIIT será realizado em esteira uma forma de aplicar as doses de cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira é através da manipulação da velocidade da mesma.

Diante disso, imaginemos que a sessão de treinamento intervalado de lata intensidade ou HIIT terá a duração de 30 minutos e, as cargas de esforços altas e baixas são planejadas dessa forma: durante a aplicação das cargas de esforços de altas intensidades você (personal traienr) aumentará  a velocidade de esteira até que atinja-se  15Km/h, permanecendo por exemplo nesse patamar de esforço por três minutos. Ou seja, com a aplicação dessa velocidade caracteriza-se como a dose de carga de esforço alta. Já quando for aplicar as doses de cargas de esforços baixas pode-se reduzir a velocidade da esteira até que atinja por exemplo 10Km/h, permanecendo nesse patamar também durante três minutos.

Entretanto, com a aplicação das sessões de treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT obviamente esse seu cliente sofrerá adaptações fisiológicas crônicas dos sistemas cardiovascular e respiratório. Com isso o seu Vo2 ma´x será melhorado. Dessa forma, muito provavelmente essa proposta de manipulação das cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira não serão mais suficientes para produzir adaptações fisiológicas e melhorar a performance desse seu cliente.

treino_em_foco_treinamento_intervalado_de_alta_intensidade_

Qual a proposta/exemplo de como intervalar as cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira através manipulando a velocidade da esteira para um indivíduo avançado no treinamento?

Como descrito acima no texto após a um período de aplicação do treinamento intervalado de alta intensidade ocorreram adaptações fisiológicas crônicas nesse seu cliente e com isso as doses de cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira aplicadas passaram a ser inócuas.

Diante disso, uma forma de manipular as doses de cargas de esforços no treino HIIT em esteira para esse seu cliente que encontra-se em um patamar de treinamento elevado é aumentar a velocidade da esteira no momento das cargas de esforços altas e baixas acima dos patamares aplicados no treinamento anterior (descritos acima no texto). Ou seja, agora no momento de aplicação das doses de cargas altas elevar a velocidade até por exemplo 17Km/h. Já no momento das doses de cargas de esforços baixas reduzir a velocidade até 15Km/h. Com isso ocorre uma forte elevação da intensidade de toda a sessão de treinamento intervalado de alta intensidade ou HIIT. Ou ainda, para elevar ainda mais a intensidade da sessão de treino no momento das doses baixas de cargas poderá ser reduzido o tempo em que o indivíduo permanece nesse patamar de esforço. Diante disso, maior estresse será gerado aos sistemas fisiológicos (cardiovascular, respiratório e bioenergético) produzindo assim novos níveis de adaptações crônicas.

Lembrando que a doses de cargas de esforços altas e baixas no apresentadas no texto são apenas exemplos para ilustrar como pode ser realizado o controle da sessão de treinamento intervalado de alta intensidade através da velocidade de esteira. Dessa forma, a velocidade que deverá ser aplicada tanto no momento da dose de carga de esforço alta ou baixa, deverá ser individualizada para cada praticante. Procure a orientação do profissional de Educação Física da sua academia.

treino_HIIT_em_esteira_cargas_de_esforços

Seguidores não percam a vídeo aula de hoje e conheçam a proposta do Treino em Foco de como intervalar as cargas de esforços altas e baixas no treino HIIT em esteira.