O melhor exercício é o que se encaixa melhor para a condição física atual do aluno/cliente

O que o personal trainer deverá levar em consideração para selecionar os exercícios para o seu aluno/cliente?

Inicialmente, é primordial que o personal trainer venha a realizar no primeiro contato com o aluno/cliente uma anamnese. Nesta deverá realizar questionamento como por exemplo, qual o histórico de treinamento, se já praticou algum esporte, se já teve alguma lesão, se já realizou uma procedimento cirúrgico, qual seu tempo disponível para prática dos exercícios físicos e um questão importante e que poucos personais fazem é qual o tipo de exercício que ele (aluno/cliente) tem mais prazer em realizar.

Com essas primeiras informações em mãos o personal deverá passar para a execução das avaliações antropométricas, onde conseguirá estimar qual o percentual de gordura e massa magra deste aluno/cliente. Em seguida, uma avaliação postural passa a ser de fundamental importância para identificar se esse aluno/cliente apresenta alguns desvios como hiperlordose, hipolordose, hipercifose, hipocifose, escoliose entre outros desvios. Obviamente essas avaliações posturais dão um indicativo da presente de desvios posturais, logicamente para fechar o diagnostico a necessidade da utilização de métodos mais precisos como a radiografia. Em conjunto com a avaliação postural, uma análise da flexibilidade deste aluno/cliente é de suma importância. Pois, com os dados da flexibilidade conseguirá cruzar com os resultados da avaliações postural e com isso conseguir identificar se esse desvio está ocorrendo em virtude de um encurtamento muscular ou por fator estrutural. Por fim, a realização de alguns testes físicos que o personal trainer julga importante também o ajudarão.

Portanto, o Treino em Foco entende que o personal trainer com os resultados dessas avaliações descritas acima, já conseguirá ter uma ótima noção do estado físico do seu aluno/cliente. Diante disso, a seleção dos “melhores exercícios” para esse aluno/cliente se dará de forma mais fácil. Obviamente, pode ocorrer que o personal trainer venha selecionar algum exercício, e depois quando vai aplicar com o aluno/cliente visualiza que mesmo utilizando diversas estratégias o mesmo (aluno/cliente) não conseguiu adaptar-se ao exercícios. Diante disso, é necessário trocar o exercício. Assim, ao realizar essa estratégia de selecionar os “melhores exercícios” de acordo com a condição física do aluno/cliente o personal trainer provavelmente ocorrerá menor risco de causa por exemplo uma lesão neste aluno.

De que forma o personal trainer poderá progredir na seleção dos exercícios?

Para conseguir identificar o momento certo para progredir nos exercício para os aluno/cliente o personal trainer deverá estar atento a alguns pontos. Por exemplo, como está a técnica de execução dos exercícios, se o aluno/cliente já consegue realizar os exercício com uma quilagen intensa, ele (aluno/cliente) já consegue recuperar fisiologicamente os grupos musculares exercitados de uma sessão para outro, e por último como está a motivação para esse aluno/cliente executar ainda esses “melhores exercícios” selecionados.

Além disso, é necessário que o personal trainer venha a realizar novamente não todas mais algumas avaliações para conseguir identificar por exemplo como anda a a saúde postural dao aluno/cliente e assim, conseguir identificar qual exercícios agora ele poderá executar.

Caso o cenário descrito acima está ocorrendo, é possível que chegou a hora de selecionar outros “melhores exercícios” para esse aluno/cliente. Obviamente, o personal trainer não precisará modificar todos os exercícios da sessão, porém, começar a introduzir exercícios de maior complexidade de execução e assim exigência motora pode ser importante para a constante evolução. Além disso, esta estratégia produzirá um desafio e assim aumentar a aderência a pratica dos exercícios.

Seguidores, acompanhem a vídeo anual de hoje e analisem a opinião do Treino em Foco.