Para realizar um trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril deve-se produzir o movimento de abdução do quadril.

A musculatura dos adutores do quadril é formada pelos músculos pectíneo, grácil, adutor longo, curto e magno. Esse grupo muscular (adutores do quadril) encontra-se localizado na face interna da coxa. Como todos sabemos para realizar um trabalho de alongamento ou flexionamento é necessário produzir movimentos contrários ao qual os músculos produzem quando contraem. Dessa forma, para realizar um trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril é necessário produzir principalmente o movimento de abdução do quadril.

Quais os músculos que formam o grupo dos adutores do quadril?

O grupo muscular dos adutores do quadril (localizado na face interna da coxa) são formados por cinco músculos sendo eles:

– Adutor longo: esse músculo tem sua origem localizada na superfície anterior do púbis e sínfise púbica. Já sua inserção está localizada via tendão na linha áspera do osso fêmur (região médio distal). Devido ao seu posicionamento de origem e inserção o músculo adutor longo cruza apenas a articulação do quadril, ou seja, dessa forma podemos interpretar que é um músculo monoarticular. Com isso, quando músculo adutor longo contrai terá o poder de produzir somente o movimento de adução do quadril.

–   Adutor curto: esse músculo tem sua origem localizado no ramo inferior do púbis, ou seja, na região pubiana. Já sua inserção via tendão está localizada na mesma região do adutor longo, ou seja, na linha áspera do fêmur. Dessa forma, como o músculo anteriormente descrito (adutor longo) o adutor curto cruza apenas a articulação do quadril, com isso também é um músculo monoarticular. Diante disso, o músculo adutor curto tem apenas a capacidade de produzir o movimento de adução do quadril.

– Adutor magno: tem sua origem localizada na tuberosidade isquiática, ramo do púbis e dos ísquio. Diferentemente dos músculos citados anteriormente o adutor magno tem sua inserção via tendão na linha áspera, porém outra parte está localizada no tubérculo adutório. Diante desse posicionamento de origem e inserção o adutor magno cruza apenas a articulação do quadril, tendo assim apenas a capacidade de produzir quando contrai o movimento de adução do quadril.

– Grácil: esse músculo tem sua origem localizada na região da sínfise púbica e ramo inferior do púbis. Já sua inserção via tendão está localizada na superfície medial da tuberosidade da tíbia (pata de ganso). Diante disso, devido ao seu posicionamento de origem e inserção o músculo grácil cruza tanto a articulação do quadril com o a do joelho. Dessa forma, quando o músculo grácil contrai ele terá a capacidade de produzir os movimentos de adução da coxa ou do quadril, flexão e rotação medial dos joelhos.

– Pectíneo: tem sua origem localizada parte na eminência ílio-pectínea, tubérculo púbico e ramo superior do púbis. Já sua inserção está localizada na linha pectínea do fêmur. Com esse posicionamento de origem e inserção o músculo pectíneo cruza apenas anteriormente a articulação do quadril. Dessa forma, esse músculo em questão tem a capacidade de produzir os movimentos de flexão e adução do quadril ou da coxa.

Qual o movimento que devemos realizar para produzir um trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril?

Como todos nós sabemos para produzir um trabalho de alongamento ou flexionamento de qualquer grupo muscular do corpo humano devemos realizar o movimento contrário ao qual esse determinado músculo realiza quando contraí. Ou seja, devemos realizar exercícios que distanciem os pontos de origem e inserção do músculo.

Diante dessa afirmação, para produzir um trabalho de alongamento ou flexionamento de todos os músculos que formam os adutores do quadril, devemos produzi principalmente o movimento de abdução do quadril, ou seja, o movimento contrário ao de adução. Porém, como apresentado acima no texto alguns músculos que compõem o grupo dos adutores do quadril também tem a capacidade de produzir outros movimentos. Esse é o caso do músculos pectíneo que além de produzir a adução do quadril produz a flexão e, do músculo grácil que além de produzir a adução do quadril também produz o movimento de flexão e rotação medial do joelho.

Diante disso, para produzir um forte trabalho de alongamento ou flexionamento tanto para o músculo pectíneo além de realizar o movimento de abdução do quadril, deve-se reproduzir concomitantemente o movimento de extensão do quadril. Já para realizar um máximo trabalho de alongamento ou flexionamento do músculo grácil além de realizar os movimentos de abdução do quadril deve-se produzir o movimento de extensão e rotação medial do joelhos.

Reforçando, que para realizar-se um ótimo trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutor magno, curto e longo é necessário apenas produzir o movimento de abdução do quadril.

Quais exercícios o Treino em Foco propõem para realizar um trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril?

A primeira técnica para produzir um trabalho de alongamento ou flexionamento dos adutores do quadril é denominada de espacate. Para realizar essa primeira técnica o praticante deverá posiciona-se em pé (ortostase) e em seguida realizar um afastamento lateral dos membros inferiores, ou seja, simulando o movimento do espacate. Importante salientar que para executar esse exercício o indivíduo deverá manter os dois joelhos totalmente estendidos.

Em seguida o praticante deverá projetar o membros inferiores lateralmente escorregando os pés. Até que ponto deverá ser deslocado lateralmente os membros inferiores?

 Caso o indivíduo busque realizar um trabalho para melhorar a flexibilidade dos músculos adutores do quadril o movimento deverá ser realizado até um ponto aonde o indivíduo sinta um desconforto de moderado a pesado. Porém, já se o objetivo do indivíduo seja realizar somente um trabalho de alongamento para manter os níveis de flexibilidade o indivíduo deverá realizar o movimento até um ponto de leve desconforto na região dos adutores do quadril.

Para realizar a segunda técnica de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril o praticante deverá sentar-se ao solo. Em seguida, deverá posicionar seus membros inferiores unindo os pés, flexionar os joelhos e na sequência aproximar os calcanhares da região pubiana, ou seja, do corpo do praticante. Esse movimento descrito estará produzindo na articulação do quadril o movimento de abdução do quadril.

Seguidores, não percam o vídeo  de hoje e saiba como realizar um trabalho de alongamento ou flexionamento dos músculos adutores do quadril.