Bem, esta semana apresentamos uma proposta de condução de treinamento para idosos. Aproveitando a vista da minha mãe (prof. João Moura) elaboramos programas de treinamento cardiovascular (aeróbio), neuromuscular (resistência muscular no TRP e funcional) os quais apresentamos ao longo da semana temática.

Acreditamos ter ficado claro a importância da exercitação física para idoso quando abordamos o histórico de treinamento e as modificações posturais e de doenças crônico degenerativas não transmissíveis quando relatamos as melhoras crônicas ocorridas pela dona Terezinha a partir do momento em que começou se exercitar de forma sistemática e orientada.

Esperamos ter ficado a mensagem de que TRP (musculação) também é para idoso, ou melhor, musculação é fundamental para indivíduos idosos pois a respostas, principalmente e não somente, do aparelho locomotor são de extrema importância a esse segmento populacional que tende a ter dificuldades locomotoras com o avançar da idade.

Os longevos necessitam desenvolver seu equilíbrio corporal e coordenação motora. Tal processos de treinamento foram mostrados na postagem de quinta-feira quando apresentamos um treinamento de cunho funcional.

Desta forma, esperamos ter plantado uma semente esta semana… e que germine com qualidade. O treinamento físico para idosos é complexo e demanda muito conhecimento de fisiologia do envelhecimento, fisiopatologia, metodologias do treinamento, psicologia aplicada ao cidadão longevo, habilidade de entender as relações sociais e motivacionais destes indivíduos, isso só para citar alguns conhecimentos importantes.

Não esgotamos o assunto e as possibilidades de trabalho, apenas realizamos um start.