domingo, outubro 5, 2014
Capa / Opinião Qualificada / Educação Física e saúde

Educação Física e saúde

           A Educação Física (EF), ao longo de sua história foi marcada por um caráter mecanicista, com práticas pedagógicas militaristas, automatizadas, mas prestigiada pelo paradigma cartesiano, infelizmente ainda reinante no nosso meio. Mas, a evolução da EF foi inevitável, grandes pensadores começaram a moldar uma nova visão da dimensão profissional, mais sistêmica.

         A partir desse prenúncio a EF passa a ser incluída na área da saúde, como atenção primária. Dentro desta perspectiva há o entendimento de que a atividade motora é determinante para o aumento da longevidade humana, atuando de maneira eficiente e eficaz, na prevenção de várias doenças crônico-degenerativas não transmissíveis.

          A falta de atividade motora sistemática (hipocinesia) possui um custo enorme para a humanidade. Uma pessoa sedentária muito provavelmente vai freqüentar mais os hospitais, realizar mais exames, mais consultas médicas, tomar remédios exageradamente durante sua existência, faltar mais ao trabalho, produzindo menos.

              A maior parte do dinheiro investido na Saúde, atualidade, está sendo gasto com problemas relacionados ao sedentarismo. Esse problema não vai acabar enquanto as autoridades, não olharem com mais idoneidade para esta problemática: maus hábitos alimentares, saneamento básico, melhoria das condições laborais, lazer, etc.

A experiência dos profissionais da Residência em EF em Blumenau e posteriormente em vários locais do país indica que esta área de conhecimento pode colaborar de maneira indelével com a equipe multiprofissional em saúde, dentro dos objetivos do SUS. Assim sendo, em sentido amplo seria tarefa da EF atual, trabalhar com a saúde preventiva, ao invés da doença e a rotatividade de pessoas.

           Tal objetivo poderá ser atingido através do desenvolvendo de ações concretas de promoção à saúde, de forma educativa, intervindo na forma individual, familiar ou global de compreensão da saúde, da doença e do equilíbrio psicossomático.

        A EF atual integra um campo profissional de ordem organizado e legalizado, que devido ao conhecimento acumulado ao longo do tempo, a sociedade atualmente delega ao Profissional de EF o direito de transitar na esfera da Educação em Saúde. Mas para atuar de maneira eficiente e eficaz, o Profissional de EF deverá ultrapassar a herança positivista, que lhe deu certo status científico, mas o afastou de seu papel social.

             Este conhecimento acumulado constitui a base para uma formação baseada em aquisição de conhecimentos gerais e principalmente específicos, comprometida com a obtenção de novos paradigmas, com o objetivo de favorecer a promoção da saúde à todas as camadas sociais, principalmente aquelas menos favorecidas em uma nação de excluídos, como é infelizmente o caso do Brasil em particular e de maneira em geral, da maioria dos países que compõem o nosso maravilhoso e querido continente sul-americano.

Sidirley de Jesus Barreto

Blumenau/SC – Brasil
Coordenador do Curso de Educação Física da Universidade Regional de Blumenau (FURB), Mestre em Educação: Ensino Superior (FURB), Ex-Preceptor da Residência em Educação Física do Programa de Saúde da Família (PSF/FURB/2002-2005).

Educação Física e saúde
0 Votos, 0.00 Classificação média (0% score)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>