Como posso ACOMPANHAR e MONITORAR o percentual de GORDURA de um fisiculturista ou do meu cliente na academia?
Posso acompanhar realizando a medida de ESPESSURA DAS DOBRAS CUTÂNEAS?
Utilizando esta ESTRATÉGIA, quais dobras cutâneas devo mensurar?
E ainda, posso realizar este acompanhamento e monitoramento, utilizando somente a SOMATÓRIO DAS DOBRAS CUTÂNEAS?
Você já utilizou esta ESTRATÉGIA?

Hoje faremos o monitoramento por SOMATÓRIO DE DOBRAS CUTÂNEAS. Este somatória pode ser realizada de forma ABSOLUTA, como também de forma SEGMENTADA. Trabalharemos com as duas formas de análise.
Para que possamos realizar esta análise, tanto absoluta quanto segmentada, precisamos MENSURAR obviamente DOBRAS CUTÂNEAS. No LADHEM ( Laboratório de Desempenho Humano), onde está sendo realizado este ACOMPANHAMENTO e MONITORAMENTO do FISICULTURISTA Henrique Manoel Oliveira, são mensurados, como protocolo padrão, DEZ DOBRAS CUTÂNEAS, porém, apresentaremos para vocês, SEGUIDORES do treino em foco, as oito dobras cutâneas que entrarão na ANÁLISE do fisiculturista.
Nos membros SUPERIORES, são mensuramos as dobras cutâneas TRICIPITAL E BICIPITAL. Já no TRONCO SUPERIOR são mensuradas as dobras SUBESCAPULAR e AXILAR MÉDIA. No tronco INFERIOR, são medidas as dobras cutâneas SUPRAILIACA E ABDOMINAL. E, para finalizar, temos mais duas medidas de dobras cutâneas em MEMBROS INFERIORES, na COXA MEDIAL e PANTURRILHA MEDIAL.
Agora você deve estar se PERGUNTANDO, por que iremos utilizar somente o SOMATÓRIO de DOBRAS CUTÂNEAS e não EQUAÇÕES PREDITIVAS para estabelecermos o percentual de gordura, massa gorda e massa muscular?

Porque todas as vezes que UTILIZAMOS EQUAÇÕES para estimar o percentual de gordura, percentual de massa muscular, existirá um ERRO embutido, espera-se sempre que este erro seja o MENOR POSSÍVEL, este erro é medido por uma estatística chamada de ERRO PADRÃO DE ESTIMATIVA. É uma das medidas que fornece o GRAU de erro ESPERADO para aquela EQUAÇÃO preditiva. É preciso saber que: as equações preditivas que foram validadas, apresentam um MENOR ERRO PADRÃO DE MEDIDA, então, utilizando o somatório das dobras cutâneas fugiremos dos ERROS de ESTIMATIVAS que ocorrem nas equações preditivas. Os únicos erros que ainda podem ocorrer na mensuração das dobras cutâneas, será a má CALIBRAÇÃO do ADIPÔMETRO ou a falta de PREPARO e EXPERIÊNCIA do avaliador para realizar esta avaliação.

No somatório de dobras cutâneas, o FISICULTURISTA Henrique, na sua PRIMEIRA avaliação, apresentou um somatório daquelas oito dobras cutâneas de 117,1 mm de SOMATÓRIO de espessura de teor de GORDURA, já na sua SEGUNDA avaliação, apresentou um somatório de 79,4 mm de ESPESSURA de dobra cutânea, ocorreu uma queda bem EXPRESSIVA, na TERCEIRA e última avaliação, obteve um SOMATÓRIO de 66,8 mm. Então, podemos concluir que, houve um COMPORTAMENTO DESCENDENTE do teor de GORDURA CORPORAL.

Então SEGUIDOR, se você quer CONHECER, a forma de analisar o comportamento da GORDURA CORPORAL com a estratégia da utilização do SOMATÓRIO DAS DOBRAS CUTÂNEAS, e tirar todas as suas dúvidas, NÃO PERCA o segundo programa da série Morfologia de Fisiculturista, e saiba como UTILIZAR essa estratégia e INTERPRETAR os resultados.