Na remada curvada supinada ocorrerá o acionamento dinâmico dos músculos latíssimo do dorso, redondo maior, deltoide posterior, tríceps cabeça longa, romboides maior e menor, trapézio, elevador da escápula, peitoral menor, bíceps braquial, braquial e também braquiorradial. Já de forma estática/isométrica eretores da espinha, quadrado lombar, grupo isquiotibiais, glúteo máximo, tríceps surral e quadríceps.

treino_em_foco_remada_curvada_quais_músculos_envolvidos

Como executar de forma correta a remada curvada supinada?

Inicialmente, o indivíduo deverá posicionar-se de pé com um afastamento lateral dos pés igual ou superior a largura dos ombros ou quadris. Em seguida, deverá realizar uma leve flexão dos joelhos e uma flexão mais acentuada do quadril. Essa flexão do quadril deverá ser executada até o ponto em que o tronco fique quase que horizontalizado.

Após a realização desse posicionamento o indivíduo devera realizar a pegada na barra. Para isso, deverá posicionar aos mãos com um afastamento lateral igual à largura do ombros. Na sequência deverá tracionar a barra do solo e suspender a mesma para iniciar o exercício. Realizado o posicionamento inicial descrito acima, o indivíduo estará pronto para iniciar a execução do exercício.

Portanto, na remada curvado supinada o indivíduo deverá iniciar realizando a fase concêntrica do exercício. Nessa fase, será realizada a extensão do ombros, adução e rotação medial das escapulas e flexão do cotovelos, com isso tracionado a barra até mesma tocar próxima ao seu umbigo. Já na fase excêntrica o indivíduo realizará uma flexão do ombros, abdução e rotação lateral das escápulas e extensão dos cotovelos.

A seguir no texto, será descrito quais das articulações músculos envolvidos de forma dinâmica durante a execução do remada curvada supinada. Entretanto, para entender quais as articulações e músculos dinamicamente envolvidos é necessário, você compreender para que direção e sentido está a resistência.

músculos_envolvidos_remada_cruvada_supinada_treino_em_foco

Qual a direção e sentido da resistência na remada curvada supinada?

A análise dos músculos envolvidos nos exercícios dessa série do Treino em Foco é em relação a influência da resistência. Assim, inicialmente, é necessário que você entenda para que direção e sentido a resistência está agindo. Como a remada curvada supinada é um exercício executada com pesos livres, a resistência que é constituída pelo peso da barra mais anilhas e sendo acelerada pela força gravitacional (9,81m/s²) terá a característica de direção vertical e no sentido de cima para baixo. Entendido agora para que direção e sentido a resistência (peso da barra + anilha + aceleração gravitacional) está agindo, podemos prosseguir com a análise das articulações e músculos dinamicamente envolvidos na remada curvada supinada.

Quais as articulações e músculos dinamicamente envolvidos na remada curvada supinada?

Diante do que foi descrito acima, a resistência está agindo na direção vertical e no sentido de cima para baixo. Dessa forma, a resistência tende a gerar tendências de movimentos em três articulações, que não podem ser tratadas como tendências, pois os indivíduos permitem que esses movimentos ocorram. Ou seja, a resistência na remada curvada supinada tende a gerar os movimentos de flexão na articulação glenoumeral, na articulações escápuloumeral uma abdução e rotação lateral das escapulas e extensão na articulação do cotovelo. Esses movimentos descritos acima o indivíduo permitirá que ocorreram, para que a fase excêntrica do exercício seja executado. Dessa forma, podemos entender que durante a fase excêntrica do movimento o indivíduo deixara-se vencer pela resistência. Todavia, nessa fase será realizado uma contração excêntrica para realizar o freio desses movimentos descritos acima. Com isso, ocorrerá o acionamento de forma dinâmica (contração excêntrica) dos músculos latíssimo do dorso, redondo maior, deltoide posterior, romboides maior e menor, trapézio principalmente as fibras mediais, elevador da escapula, peitoral menor, bíceps braquial, braquial e braquiorradial, justamente para frear os movimentos de flexão, abdução e extensão, do ombro, escápula e cotovelo, respectivamente, produzidos pela resistência.

Já durante a fase concêntrica do movimento o indivíduo irá vencer a resistência. Para isso deverá obviamente realizar os movimentos contrários aos quais a resistência gera. Diante disso, o indivíduo irá realizar os movimentos de extensão glenoumeral/ombro, adução e rotação medial escapular e flexão dos cotovelos. Diante disso, ocorrerá um acionamento novamente dos músculos latíssimo do dorso, redondo maior, deltoide posterior, tríceps cabeça longa, romboides maior e menor, trapézio principalmente as fibras mediais, elevador da escápula, peitoral menor, bíceps braquial, braquial e também braquiorradial em contração concêntrica para vencer a resistência e, assim produzir os movimentos de extensão, adução e rotação medial e flexão dos cotovelos.

Todavia, na remada curvada supinada a resistência irá gerar outras tendências de movimentos, que agora sim ficarão apenas em tendências de movimentos, pois músculos serão acionados de forma estática/isométrica para bloqueá-los.

Quais as articulações e músculos estaticamente envolvidas na remada curvada supinada?

Como você já sabe, a resistência na remada curvada supinada estará sempre na direção vertical e no sentido de cima para baixo. Dessa forma, a resistência (peso da barra + anilhas + força gravitacional) tenderá a gerar o movimento de flexão da coluna toracolombar. Para que isso não ocorra e a coluna vertebral permanece em extensão, os músculos que compõem o grupo muscular eretores da espinha e quadrado lombar serão acionados de forma estática/isométrica para estabilizar a coluna vertebral. Uma outra tendência de movimento é de flexão do quadril. Para que esse movimento não ocorra os músculos dos grupo isquiotibiais (bíceps femoral cabeça longa, semitendinoso e semimembranoso), glúteo máximo serão acionados de forma estática/isométrica para manter essa extensão do quadril.

Ainda a resistência tenderá a produzir, dependendo do afastamento da barra a frente dos membros inferiores, um movimento de dorsiflexão e desestabilizar o corpo do indivíduo. Para que isso não ocorra, e o indivíduo consiga manter o equilíbrio durante a execução da remada curvada com barra, o grupo muscular tríceps surral (gastrocnêmico medial, lateral e sóleo) serão acionados de forma estática/isométrica para manter a postura. Por fim, como a carga gerada pela resistência estará repercutindo sobre a região escapular, torácica, lombar e pélvica do indivíduo, ela (carga) produzirá uma tendência de movimento de flexão dos joelhos. Para que isso não ocorra, o indivíduo executará um contração estática/isométrica dos músculos extensores dos joelhos, ou seja, do grupo quadríceps (reto femoral, vasto medial, vasto lateral e vasto intermédio).

músculos_envolvidos_remada_curvada_treino_em_Foco

De que forma pode-se realizar um trabalho mais focado sobre o músculo latíssimo do dorso ou grande dorsal na remada curvada supinada?

Para realizar um trabalho mais intenso e focado sobre o músculos latíssimo do dorso ou grande dorsal durante a execução da remada curvada supinada o indivíduo deverá tentar estabilizar o máximo possível as escapulas durante a execução. Para isso, deverá concentrar-se e realizar um contração estática/isométrica dos músculos que evitam os movimentos abdução e rotação lateral durante   fase excêntrica e abdução e rotação medial durante a fase concêntrica. Isto é, será necessário produzir uma contração estática/isométrica dos músculos romboides maior e menor, trapézio principalmente as fibras mediais, elevador da escápula e peitoral menor. Com a produção dessa contração estática/isométrica durante a fase excêntrica e concêntrica ocorrerá uma tendência a menor participação dos movimentos escapulares e com isso podendo-se gerar um trabalho mais intenso sobre o latíssimo do dorso durante toda a amplitude de movimento.

Um outro ponto além de “travar” a escápula para produzir um trabalho mais intenso sobre o latíssimo do dorso, é realizar a fase concêntrica do movimento até o ponto em que os membros superiores alinhem-se com o tronco. Pois o latíssimo do dorso, tem o poder de realizar o movimento de extensão dos ombros até o ponto de alinhamento do membro superior com o tronco, em virtude dos seus pontos de origem e inserção. Caso o indivíduo prossiga o movimento de extensão além do alinhamento do tronco a atuação do latíssimo do dorso diminuirá e aumentara-se a atuação do deltoide posterior e tríceps braquial cabeça longa.

Por outro lado, se o objetivo do indivíduo produzir uma treinabilidade dos músculos latíssimo do dorso, redondo maior, deltoide posterior, romboides maior e menor, elevador da escapula é interessante que o indivíduo deixe ocorrer de forma natural os movimentos escapulares atrelados aos movimentos glenoumerais.

treino_em_foco_músculos_envolvidos_remada_curvada_supinada

Seguidores, não percam a vídeo aula de hoje e identifiquem os músculos envolvidos de forma dinâmica e estática/isométrica durante a remada curvada supinada.

Laboratorista Kayus César.