Diferentes intervalos de descanso entre as tentativas no teste de 1RM ou força máxima, influenciam  no desempenho de força máxima em mulheres?

leg_press_45_corrida

 

No programa de hoje da série TEF Análise de Artigos, analisaremos hoje o estudo que tem como título o: Efeito e diferentes intervalos entre as tentativas do teste de 1 RM no desempenho de força máxima em mulheres.

 

Dois aspectos importantes desse artigo serão avaliados, os diferentes intervalos de descanso entre a tentativas de superação de quilagem no teste de 1 RM, e com uma amostra um tanto quanto diferenciada, quando se aplica o teste de 1 RM, pois até então maioria dos artigos analisados no Ciência do Treino em Foco tinham como amostra homens.

Leg-Press-Modelos

Qual o objetivo do teste de 1 RM?

O teste de 1RM, ou de força máxima, é frequentemente aplicado e na maioria das vezes dentro de salas de treinamento resistido com pesos ou musculação, com o objetivo de medir a força máxima de um indivíduo em um determinado exercício, e com isso acompanhar a evolução gradativa de seu treinamento.

Qual foi o objetivo do estudo analisado?

Os autores tiveram como objetivo comparar o desempenho da força muscular máxima em mulheres jovens e aparentemente saudáveis, quando submetidas a intervalos de descanso de 30,45,60 e 180 segundos, entre as tentativas de superação de carga no teste de 1RM, no exercício de Leg Press 45°.

teste leg

A hipótese que os autores levantaram para o presente estudo, foi de que em situações de teste de 1RM, envolvendo intervalos mais curtos o desempenho final de produção de força muscular não seria comprometido, sendo por sua vez, o número limitado de tentativas um dos fatores determinantes para isso.

Qual foi a amostra utilizada no estudo?

Doze mulheres com idade média de 19 anos e aparentemente saudáveis participaram do estudo. Como critérios de inclusão as participantes deveriam realizar a pratica de exercícios resistidos regularmente, ou seja, mais de duas vezes na semana, há no mínimo seis meses. Outro critério de inclusão, foi a não realização de suplementação com Creatina.

teste_1_RM_leg_press_45_mulheres

Por que não poderiam suplementar com Creatina?

Devido a melhora na capacidade energética de PCr (fosfocreatina), pois a ingestão de Creatina ajudaria na ressíntese de Fosfocreatina, lembrando que a Fosfocreatina é clivado ou “quebrada” fornecendo íons fosfato para reconstituir a molécula de ATP. Então para homogeneizar a amostra melhor controla essa variável como foi feito, não incluindo mulheres que utilizassem a suplementação com Creatina.

Qual a justificativa para se realizar o teste de 1RM, no exercício Leg Press 45°?

O exercício Leg Press 45° foi escolhido por ser bastante popular no treinamento resistido com pesos, por indivíduos com diferentes níveis de treinamento.

As voluntárias compareceram ao laboratório em quatro dias alternados, com no mínimo 48 horas de intervalo. Os intervalos de recuperação entre as tentativas de superação da carga no teste de 1RM, foram de 30, 45, 60, e 180 segundos, a ordem de execução dos testes com diferentes intervalos foi definida aleatoriamente por meio de sorteio.

Tontura-no-Treino

Qual o protocolo de teste de 1RM, utilizado no estudo?

O protocolo do teste de 1RM, seguiu as recomendações de Brown e Wier (2001). O Aquecimento foi desenvolvido em três séries, a primeira foi realizada apenas com o peso da plataforma do Leg Press 45°, executando-se 20 repetições, a segunda ´série com oito repetições e com aproximadamente 50% da carga estimada de 1RM, já a terceira série com três repetições e aproximadamente 75% da carga estimada apara 1RM. Entre cada uma das series um minuto de intervalo.

Foram concedidas no máximo cinco tentativas para o obtenção da carga máxima levantada no teste de 1RM. Antes do primeiro teste foi defendido por meio de um goniômetro manual, o ângulo até o qual o voluntário deveria realizar a fase excêntrica do movimento, esse ângulo foi de 90° de flexão do joelho.

leg_press_45_corrida

Quais os resultados encontrados no estudo?

Os resultados obtidos não revelaram diferenças significativas do ponto de vista estático, no desempenho de força máxima nas mulheres, quando se comparou os valores médios utilizando a ANOVA One-way, ou seja, quando comparado os valores médio do teste de 1 RM obtidos em cada um dos intervalos propostos, não se verificou diferença estatística.

Porém, analisando os resultados do ponto de vista prático, houveram diferenças de quilagem importantes com diferentes intervalos no teste de 1RM. Por exemplo, no intervalo de 30 segundos obteve-se um valor total médio de 236,6 Kg, já quando aplicado o teste  com intervalo de 45 segundos, obteve-se um valor total médio de 253,3 Kg, isso nos mostra que houve uma diferença de quase 20 Kg, pensando na pratica do treinamento, essa diferença passa a ser importante.

teste leg

Qual conclusão tirar desse estudo?

Os autores concluíram que a partir dos resultados encontrados, os intervalos de 30, 45, 60 e 180 segundos, no teste de 1RM, não apresentaram diferenças estatisticamente significativas no desempenho de força máxima no exercício de Leg Press 45° em mulheres jovens. Com esse resultado garante-se uma maior economia de tempo para aplicação do teste de 1RM sem que sua validade seja comprometida.

Porém do ponto de vista prático, também não podemos desconsiderar a diferença de quase 20 Kg, ente o intervalos de 30 e 45 segundos, essa é uma diferença importante, embora não estatisticamente significativa.

Seguidor, não perca o Analise de Artigos de hoje, e tire suas dúvidas sobre a influência dos intervalos de descanso no teste de 1RM.